Por: Fábio Bispo e Nícolas Horácio/Coluna Pelo Estado | 25/06/2020

O empresário e atual Secretário da Casa Civil, Amandio João da Silva Junior, se manifestou sobre informações divulgadas na CPI dos Respiradores. Na última terça-feira, 23, durante o depoimento do empresário Samuel Rodovalho, o deputado Ivan Naatz (PL) exibiu uma foto em que Amandio supostamente se reúne com empresários envolvidos na venda dos 200 respiradores, o que motivou pedido para que o secretário compareça na comissão. O assessor da Casa Civil, Sandro Yuri Pinheiro, que também aparece na conversa online, também se manifestou.

Segundo Amandio, a foto que faz referência a ele trata-se de uma reunião virtual para apresentação de um projeto de drive thru para testes da covid-19 em Florianópolis. “Um negócio privado, transparente e que acabou não acontecendo. Infelizmente a CPI busca, mais uma vez, desvirtuar os fatos”, diz. A imagem, ainda segundo ele, seria de 22 de abril, quando ainda não fazia parte do governo.

O assessor da Casa Civil, Sandro Yuri Pinheiro, que também aparece na imagem, reforçou que, naquela data, não era mais servidor da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável. Pinheiro também disse que o projeto tratado na reunião dizia respeito a um negócio privado, sem qualquer relação com o setor público.

Amandio João da Silva Junior assumiu suas novas funções no governo no dia 11 de maio, depois que Douglas Borba deixou o cargo.