Por: Andréa Leonora

Usuários de GNV (Gás Natural Veicular) em Santa Catarina encontram agora um novo local para abastecer, na altura do Km 94 da rodovia BR-282, em Alfredo Wagner. O novo posto está localizado em uma região estratégica, que possibilita o abastecimento tanto para quem viaja em direção à Serra quanto para quem tem como destino o Alto Vale do Itajaí, trafegando pela rodovia SC-350. Este é o quarto ponto de distribuição de GNV na BR-282: Palhoça, Santo Amaro e Lages, além de Alfredo Wagner, são os municípios que possuem locais para abastecimento às margens da rodovia, considerada uma importante rota para o interior de Santa Catarina.

“A SCGÁS trabalha constantemente para ampliar a oferta de GNV no estado. A cada nova cidade atendida, viabilizam-se mais opções de abastecimento e criam-se corredores de disponibilidade para os motoristas que trafegam em diferentes rotas”, afirma o gerente de Mercado Urbano e Veicular da companhia, Gustavo Caldas dos Santos. O novo posto em Alfredo Wagner também possibilitará o desenvolvimento da frota e da cadeia produtiva de GNV no próprio município, com possível aumento da demanda por instaladoras especializadas, tendo em vista as vantagens econômicas e ambientais inerentes ao combustível. A ampliação da oferta é positiva também para milhares de turistas argentinos que cruzam o estado rumo ao litoral durante o verão, considerando que cerca de um quarto da frota de veículos do país vizinho utiliza GNV.

Santa Catarina possui atualmente 131 postos de GNV em 48 municípios para atender a terceira maior frota de usuários do país: são mais de 100 mil veículos rodando com o combustível. A economia é um dos principais fatores de atração, já que o combustível garante, hoje, 44% de competitividade frente à gasolina e 55% frente ao etanol.

 

Sebrae rejeita MP 907

O diretor superintendente do Sebrae-SC, Carlos Henrique Ramos Fonseca, e os diretores Luc Pinheiro (Técnico) e Anacleto Ângelo Ortigara (Administração e Finanças) participaram, nesta quarta-feira (4), em Belo Horizonte, de encontro da Associação Brasileira dos Sebrae Estaduais (Abase). Um dos efeitos práticos da reunião foi a emissão de uma nota com o título A Força dos Pequenos Negócios e do Sebrae no Turismo Brasileiro, que, segundo Ramos Fonseca, “é um consenso entre todos os diretores e resume o que todos pensam”. O documento pede a retirada da pauta do Congresso Nacional da Medida Provisória (MP 907), a fim de que não sejam prejudicados os milhares de pequenos negócios espalhados pelo Brasil, inclusive os que fazem parte da cadeia produtiva do turismo. A MP foi editada em 27 e prevê o corte anual de 18,4% no orçamento do Sebrae aplicado no fomento dos pequenos negócios em todo o país, retirando mais de R$ 600 milhões anuais para transformar a Embratur em agência de promoção turística internacional. Ao final, cuja íntegra você pode ler em scportais.com.br, o texto afirma: “A Abase apoia a necessidade de promover o turismo, mas discorda totalmente que isso seja feito em detrimento do desenvolvimento e da estruturação desse setor no Brasil”.

 

Enquanto isso, no Congresso Nacional, a Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional aprovou nesta quarta-feira (4) o parecer preliminar do relator-geral, deputado Domingos Neto (PSD-CE), sobre a proposta orçamentária para 2020. O texto prevê R$ 3,8 bilhões para o Fundo Especial de Financiamento de Campanha.

 

Mérito reconhecido A deputada estadual Ada De Luca (MDB) destacou em plenário, nesta quarta-feira (4), o case da penitenciária regional de Curitibanos, que recebeu o prêmio nacional Innovare 2019.  Após parabenizar o deputado Nilson Berlanda (PL) por receber o projeto, outros parlamentares reforçaram tanto o trabalho de fortalecimento da deputada, quando secretária de Estado da Justiça e Cidadania, para a ressocialização quanto o prêmio recebido por Berlanda.

 

O case apresentado na premiação é da empresa do Grupo Berlanda, a Berflex Colchões e Estofados, a fábrica que funciona dentro da penitenciária da região de Curitibanos, em São Cristóvão do Sul, e produz colchões, estofados, camas–box e travesseiros, utilizando a mão de obra dos detentos. Lançado em 2004, o Prêmio Innovare, se propõe a identificar, divulgar e difundir práticas que contribuam para o aprimoramento, modernização e bom funcionamento da Justiça no Brasil.

 

Injustiça Durante audiência pública que debate a prisão em segunda instância, o ministro da Justiça, Sergio Moro, cumprimentou o senador Jorginho Mello (PL-SC), por sua eleição como o melhor senador do Brasil pelo Ranking dos Políticos. Moro permaneceu por mais de quatro horas debatendo sobre o tema. Mello é um dos articuladores do Pacote Anticrime e defensor da prisão da prisão em segunda instância. “A população está cansada de injustiça”, reafirma.

 

Eficiência energética Acontece nesta sexta-feira (06), na sede da Celesc, em Florianópolis, a cerimônia de assinatura das Ordens de Serviço para a execução de nove projetos de eficiência energética selecionados pela Celesc para compor o Programa de Eficiência Energética (PEE) Celesc Aneel 2020-2021. São projetos dos municípios de Araquari, Correia Pinto, Itapiranga, Rodeio, Santo Amaro da Imperatriz, Itá, Blumenau e Florianópolis.