Por: Andréa Leonora

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, acompanha nesta segunda-feira (18) o “Ato Simbólico de Recebimento das Vacinas – Brasil Imunizado”, em São Paulo, com a entrega das doses contra a Covid-19. A cerimônia, realizada pelo Ministério da Saúde, terá participação de outros estados e acontece nesta manhã em Guarulhos.

Neste domingo (17), os cinco diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovaram por unanimidade o uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford contra a Covid-19.

“Santa Catarina deve receber cerca de 126 mil doses”, antecipou o Secretário na manhã desta segunda-feira. “Toda a nossa rede de saúde e logística já está mobilizada para dar início à imunização em Santa Catarina e a distribuição vai acontecer ainda nesta segunda”       , reforçou Motta.

Para o Governador Carlos Moisés, o dia é histórico. “A autorização da Anvisa para uso emergencial das vacinas é uma conquista muito importante. Mas esse é apenas o passo inicial de um processo que ainda vai requerer que tenhamos muita responsabilidade até chegar ao estágio em que estaremos todos imunizados. Precisamos seguir nos cuidando”, ressaltou o governador Carlos Moisés.

O Ministério da Saúde afirmou que após a aprovação da Anvisa, o início da vacinação pode ocorrer em até cinco dias. A previsão é de que o processo possa começar no dia 20 ou 21 de janeiro.

“Nós já estamos preparados na questão logística e realizamos distribuição de insumos nos últimos dias. Há quantidade suficiente de materiais para atender as primeiras fases da campanha de vacinação”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

Na sexta-feira, 15, o governador explicou que, a partir do momento da chegada dos vacinas, elas serão enviadas aos municípios catarinenses em até 24 horas. Carlos Moisés lembrou ainda que Santa Catarina já lançou o Plano Estadual de Vacinação, alinhado ao Governo Federal.

Em relação aos insumos, mais de 5,3 milhões de unidades, entre seringas e agulhas, já foram encaminhadas aos municípios. Além disso, no estoque geral da Secretaria de Estado da Saúde, há mais de 7 milhões de itens.

 

EWALDO WILLERDING - PELO ESTADO