Por: Coluna Pelo Estado

Duas figuras do setor empresarial catarinense morreram no final de semana e outro na segunda pela manhã. Roberto Angeloni sofreu um acidente de carro no domingo, 28, na BR-101, em Biguaçu (SC). O veículo se partiu ao meio, após se chocar contra uma Ranger e um poste. A segunda perda no final de semana foi de um dos pioneiros da Sadia, Osório Henrique Furlan, que também faleceu no domingo, aos 97 anos, de causa natural.

Na segunda-feira pela manhã, outro empresário deixou Santa Catarina, em especial a Grande FLorianópolis em luto. Dimas Arnoldo da Silva, o fundador do grupo de Dimas morreu aos 73 anos. Conheça a trajetória deles e a repercussão das perdas.

Roberto Angeloni

O empresário Roberto Angeloni tinha 51 anos e trabalhava na rede familiar desde jovem. Filho primogênito do fundador do grupo, Antenor Angeloni, Roberto ocupava o cargo de gerente de Operações da Rede. Seu corpo foi velado na segunda-feira, 29, em Içara, no Sul de Santa Catarina, em cerimônia reservada à família. Em seguida, o empresário foi cremado.

A rede Angeloni surgiu em 1958, em Criciúma, e hoje é a segunda maior empresa do setor em Santa Catarina, a 13ª maior do Brasil. Em comunicado oficial, a empresa lamentou a morte do herdeiro. Veja a nota na íntegra:

“É com imenso pesar que comunicamos o falecimento de Roberto Angeloni, filho de um dos fundadores do grupo Angelonia, Antenor Angeloni, ocorrido hoje (28/06) em acidente na BR-101, na altura do município de Biguaçu (SC). Nascido em Criciúma (SC), tinha 51 anos e atualmente ocupava o cargo de gerente de Operações da Rede.

Roberto atuava no grupo Angeloni desde muito jovem e considerava que o trabalho é o mais importante desafio da vida e o grande valor do homem, requerendo extrema dedicação e estudo. Deixa os pais, Antenor e Nolênia, os irmãos Cristina e Henrique, sobrinhos, tios e primos.

Seu falecimento precoce deixa ainda imensa lacuna entre amigos e colegas, que guardam a imagem de um profissional sério e dedicado, que tinha como sonho levar o Angeloni a uma posição sempre mais destacada.

A família agradece antecipadamente a todas as manifestações de pesar e solidariedade.”

Osório Henrique Furlan

Natural de Caxias do Sul, RS, o empresário Osório Henrique Furlan foi um dos pioneiros da marca catarinense Sadia. Aos 22 anos, ele se mudou para Concórdia, no Oeste do Estado, a fim de trabalhar com o sogro, Atílio Fontana, logo que a empresa de alimentos iniciou suas atividades.

Depois de passar em diversas áreas, Furlan se mudou para São Paulo, na década de 1960, para expandir a marca no Brasil e no exterior. Um dos fatos mais interessantes da sua biografia é que ele se formou em Direito com mais de 50 anos. Em 2007, Furlan encerrou as atividades profissionais na Sadia como vice-presidente do Conselho de Administração.

Veja o comunicado da BRF, empresa que surgiu após a fusão entre Sadia e Perdigão:

“A BRF lamenta o falecimento do sr. Osório Henrique Furlan, integrante da família fundadora da Sadia e acionista da Companhia. Casado com Lucy Fontana Furlan e pai do atual Conselheiro da Companhia, Luiz Fernando Furlan, Osório teve passagens pela empresa em diferentes momentos e fez parte da sua nossa história, tendo atuado em cargos executivos, bem como em seu Conselho de Administração.

Osório Henrique Furlan deixa a esposa, Lucy, companheira por 76 anos, seus cinco filhos, Henrique Júnior, Luiz Fernando, Diva, Lucila e Leila, 11 netos e 18 bisnetos. Dedicamos nossos sinceros sentimentos a todos os seus amigos e familiares.”

Dimas Arnoldo da Silva

Na manhã desta segunda-feira, 29, Santa Catarina perdeu o fundador do Grupo Dimas, o Sr. Dimas Arnoldo da Silva. A marca é revendedora oficial de carros Ford no Estado e o seu Dimas, como era chamado, um dos maiores empreendedores de Santa Catarina. Após iniciar e se consolidar no segmento automotivo, o grupo expandiu os negócios, atuando também na construção civil. A família do empresário também emitiu um comunicado oficial. Veja:

“Informamos com pesar que o Senhor Dimas Arnoldo Silva, fundador do grupo Dimas, faleceu na manhã desta segunda-feira (29/06/2020), aos 73 anos. Colaboradores e familiares estão de luto e as lojas do grupo permanecerão fechadas no dia de hoje.

A família opta por não divulgar o local onde será realizado o velório e sepultamento – decisão que busca evitar aglomerações e preservar familiares e todos entes queridos no momento da despedida a esse grande empresário e ser humano.

Quando abriu a primeira revenda de carros, o Sr Dimas não sabia, mas começou a construir uma trajetória de empreendedor visionário e a criar um legado que serviu e servirá de exemplo para muitas gerações. O “Seu Dimas”, como era chamado pelos colaboradores e parceiros, foi pai, amigo e companheiro exemplar. De coração grande, risada contagiante, olhar perspicaz e muita garra para fazer as coisas darem certo, não deixa apenas um grupo de empresas bem-sucedido e sólido – deixa o exemplo de um ser humano que extrapolou a atuação corporativa. Um empresário que vibrava e incentivava o sucesso de todos aqueles que estavam a seu lado.

O “Seu Dimas” deixa saudade, legado, boas lembranças, um exemplo de garra, amor e gentileza para seus filhos, colaboradores, clientes e amigos.

A família agradece a todas as condolências e mensagens de conforto recebidas até o momento. Elas só mostram quão querido por todos era o Sr. Dimas.”