Por: Coluna Pelo Estado

Nícolas Horácio, Pelo Estado

O radialista e profissional de TV Valter Souza faleceu nesta quarta-feira, 5, por volta das 15h. Sempre alegre, Valter jamais perdeu a oportunidade de fazer um trocadilho ilhéu no ar. Ele marcou época no jornalismo, principalmente nas emissoras de rádio na Grande Florianópolis. Valter estava com 80 anos e morreu vítima de câncer.

Radialista desde 1958, começou na Rádio Jurerê. Em 1960, passou para a Rádio Jornal A Verdade. Trabalhou também na Guarujá e na Diário da Manhã, atual CBN Diário. O jornalista encerrou sua carreira na Guarujá, há cerca de três anos e passou a cuidar da saúde, bastante fragilizada depois da morte de sua segunda mulher.

Valter também foi um dos primeiros repórteres de TV em Santa Catarina, com passagens na TV Cultura, RBS e Barriga Verde. Também trabalhou no Diário Catarina e na comunicação do Governo do Estado e Alesc.

A repercussão da morte do jornalista Valter Souza

Após a confirmação da morte do jornalista Valter Souza, o Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina emitiu uma nota lamentando a perda e se solidarizando com familiares, amigos e colegas de profissão. Nomes de peso do jornalismo catarinense também reagiram. Um deles foi Laudelino José Sardá, colega de Valter Souza no programa Papo de Redação da Guarujá:

MORRE WALTER SOUZA, O
ILHÉU QUE ANIMOU O RÁDIO

O radialista e profissional de TV Walter Souza faleceu hoje por volta…

Publicado por Laudelino José Sardá em Quarta-feira, 5 de agosto de 2020

 

Outro que também reagiu a perda foi o jornalista Cesar Valente:

E O VALTER SOUZA SE FOI…

Soube agora, pelo Emilio Cerri Neto, que uma das grandes figuras do rádio catarinense…

Publicado por Cesar Valente em Quarta-feira, 5 de agosto de 2020