Por: Andréa Leonora

Não é só no verão que nós recebemos a visita dos nossos vizinhos argentinos. Pinguins da Patagônia (Argentina) costumam aparecer pelas nossas praias nesta época do ano, em busca de alimentos. A viagem é cansativa e eles sempre chegam aqui debilitados. No mês de julho, a ONG Associação R3 Animal conseguiu resgatar 24 pinguins-de-magalhães com vida que foram soltos hoje na praia de Moçambique, reserva natural de Florianópolis.

Pinguim sendo tratado no CePRAM | Foto: Nilson Coelho

Pinguim sendo tratado no CePRAM | Foto: Nilson Coelho

 

Recuperação

Os pinguins foram tratados durante dois meses no Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização dos Animais Marinhos (CePRAM). De acordo com a coordenadora do projeto Monitoramento de Praias da Bacia de Santos, Cristiane Kolesnikovas, normalmente, quando eles são resgatados estão muito magrinhos. “Por falta de alimento mesmo, ou por falta de experiência em caçar”, comenta.

Soltura dos Pinguins | Foto: Acervo R3 Animal

Soltura dos Pinguins | Foto: Acervo R3 Animal

 

Depois de todo o tratamento de hidratação e cura de ferimentos, eles já estavam prontos para seguir viagem. O pessoal da R3 Animal conduziu emocionado o grupo de pinguins até a praia do Moçambique e com sentimento de dever cumprido, se despediram dos seus pequenos pacientes.

 

 

Quem viu, ficou encantado. A moradora da Capital Karla Peres estava na praia da Barra da Lagoa com o filho e o neto quando se surpreendeu com um dos animais nadando bem na sua frente. Assista ao vídeo: