Por: Andréa Leonora

Os soldados da Força Expedicionária Brasileira (FEB) que participaram da libertação do país europeu na Segunda Guerra Mundial, carinhosamente tratados como pracinhas,  foram homenageados nesta semana durante o festival Tra Amici (Entre Amigos), na Embaixada Brasileira em Roma.

“A ligação da Itália com o Brasil é histórica. Temos movimentos de imigrantes, esta batalha pela liberdade durante a Segunda Guerra Mundial, e todos os traços culturais que trocamos durante estes muitos anos”, declarou o ministro do Turismo, o catarinense Vinicius Lummertz, que participou do evento. “Os italianos têm grande afeição por nosso povo e pelo nosso país. Não devemos medir esforços para que essa relação seja cada vez mais fraterna”, completou.

Medalha

A insígnia da Ordem é uma cruz de quatro braços e oito pontas esmaltadas de branco, tendo no centro a esfera armilar, em prata dourada, inscrita, num círculo de esmalte azul, a legenda “Ubique Patriae Memor”, do mesmo metal. No reverso dourado, as datas 1845-1912. A expressão em latim significa “Em qualquer lugar, terei sempre a Pátria em minha lembrança”.

Lummertz estava na Itália e por isso não pôde receber a condecoração com a medalha da Ordem de Rio Branco junto com os demais homenageados. A entrega será feita em seu retorno. O catarinense recebe a Ordem no grau de Grã-Cruz, mais alta comenda de honra da diplomacia brasileira.

A honraria é concedida em reconhecimento à atuação de pessoas físicas, jurídicas, corporações militares, instituições civis nacionais ou estrangeiras pelos seus serviços e méritos excepcionais. A concessão da insígnia foi assinada pelo presidente Michel Temer e publicada no Diário Oficial da União.

Para o ministro Lummertz, trata-se de um reconhecimento ao trabalho realizado à frente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), de junho de 2015 a abril de 2018, quando assumiu o Ministério de Turismo. Como presidente da Embratur, ele participou ativamente de um dos marcos para o turismo nacional: os Jogos Olímpicos Rio 2016.

(Editado por Andréa Leonora, com informações da Embratur e do MTur)