Por: Coluna Pelo Estado

O ministro de Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, apresentou projetos estratégicos das Forças Armadas, como a construção das fragatas classe tamandaré em Itajaí, o Sistema de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron) e a construção dos submarinos nuclear e convencional.

A fala do ministro ocorreu no encerramento do 3° Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa, evento virtual realizado na quarta-feira, 19. O evento foi uma iniciativa da Escola Superior de Guerra e do Comitê da Indústria de Defesa da Fiesc (Comdefesa).

“Os projetos estão andando. O oxigênio que precisa é o oxigênio orçamentário. Quando falta um pouco de recurso, temos duas soluções: ou mudamos um pouco o escopo do projeto ou alongamos o prazo. Mas estamos tocando eles”, disse o ministro.

O presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, lembrou que o estado tem nove empresas estratégicas de defesa e disse que a construção das fragatas no estado vai desenvolver ainda mais a indústria naval.

“Santa Catarina é um estado com uma indústria pujante e a mais diversificada do Brasil. O setor está apto para a atender as demandas das Forças Armadas”, garantiu Aguiar.

A evento está disponível no site da Fiesc.