Por: Coluna Pelo Estado

O deputado Mauro de Nadal (MDB) confirmou as expectativas e por 38 votos, uma abstenção e uma ausência foi eleito o novo presidente da Assembleia Legislativa, para a 3ª sessão legislativa da 19ª legislatura, que foi aberta oficialmente nesta segunda-feira (1º).

O parlamentar do MDB só não teve a unanimidade dos votos porque a deputada Ada de Luca (MDB), que se recupera da Covid-19, não conseguiu registrar seu voto de modo remoto.

Além dela, o então presidente Julio Garcia (PSD), que segue em prisão domiciliar e afastado do mandato, conforme decisão da Justiça Federal, por conta de acusações de irregularidades no âmbito da Operação Alcatraz, não pôde votar e nem teve seu nome no painel eletrônico do plenário.

Trabalho compartilhado

“Vamos fazer uma gestão compartilhada com os demais ocupantes da mesa. Trabalharemos com destaque na eficiência do serviço público e na transparência. Esses serão pilares fundamentais da nossa gestão”, disse Nadal em seu discurso.

Nadal fez ainda menção às vítimas da Covid-19 e dos desastres naturais que atingiram Santa Catarina recentemente. Em homenagem às vítimas, pediu um minuto de silêncio ao plenário e à galeria.

Mesa Diretora

Apresentada em chapa única a Mesa Diretora ficou composta com Nilson Berlanda (PL) na 1ª vice-presidência; Kennedy Nunes (PSD), na 2ª vice-presidência; Ricardo Alba (PSL) como 1º secretário; Rodrigo Minotto (PDT) como 2º secretário; Padre Pedro Baldissera (PT) na 3ª secretaria e Laércio Schuster (PSB) como 4º secretário.

Acordo

Há um acordo no MDB para que Mauro de Nadal renuncie ao final do ano para que Moacir Sopelsa assuma a presidência a partir de 2022. A medida seria uma homenagem a Sopelsa, 74 anos, que anunciou que encerrará a sua trajetória dentro do parlamento.

Pelo Estado