Por: Coluna Pelo Estado

O deputado Clarikennedy Nunes, conhecido como Kennedy Nunes (PSD), foi escolhido por sorteio como relator do processo de impeachment contra o governador Carlos Moisés (PSL) e a vice, Daniela Reinerhr (sem partido) no Tribunal Julgador. A escolha foi realizada na manhã desta sexta-feira, 25, durante a primeira sessão da comissão mista formada por deputados e desembargadores, sob o comando do presidente do Tribunal de Justiça, Ricardo Roesler.

“Pedir a Deus que me dê tranquilidade para que seja o mais justo possível para toda a sociedade catarinense”, declarou Kennedy Nunes logo após ser escolhido.

A partir da definição da relatoria, a comissão agora terá dez dias para definir pelo prosseguimento, ou não, do processo de impeachment. A decisão pode implicar no afastamento do governador e da vice, ou no arquivamento do processo.

O processo de impeachment contra Moisés e Daniela foi aberto em 22 de julho, e nele o governador e a vice são denunciados por reajustar o salário dos procuradores do Estado sem aprovação dos deputados.

Escolha foi feita por sorteio, em urna trazida do Museu Histórico do Judiciário Catarinense; relator tem até 10 dias para apresentar manifestação pelo prosseguimento ou não do processo

 

Fábio Bispo/Pelo Estado