Por: Andréa Leonora

A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina, que reúne 148 associações empresariais e cerca de 35 mil empresas no estado, realizou um encontro entre empresários e o coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense, o deputado federal, Daniel Freitas, na tarde desta segunda-feira, 20/4, em live promovida pela entidade.

O presidente da Facisc, Jonny Zulauf, defendeu a postergação das eleições e o uso do Fundo Eleitoral para enfrentamento da Covid-19. O deputado federal concordou e disse que as eleições sejam unificadas em 2022 e o dinheiro do Fundo Eleitoral seja usado para o enfrentamento da Covid-19 e falou que vai levar a reivindicação aos deputados e senadores, e todas as demandas serão levadas ao Fórum Parlamentar. “Precisamos fazer a pauta desta reunião uma realidade”.
Freitas disse que está junto com Santa Catarina não só como deputado, mas também como quem sabe as necessidades do setor produtivo. Ele apresentou o plano de atuação e a injeção de 127,3 bilhões repassadas pelo Ministério da Economia. “Temos que nos preocupar com as vidas de CPF, mas também como as vidas de CNPJs”.
A Facisc pediu ao deputado federal Daniel Freitas, coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense apoio às medidas e leis que apoiem o desenvolvimento econômico. Também pede a redução da máquina pública do Estado.
A Facisc entregou ao deputado federal Daniel Freitas, coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense um documento com as principais reivindicações para superar a crise. “Nós precisamos acreditar nos nossos representantes. Nós queremos um Estado menor, a prorrogação das eleições, juros menores. Queremos trabalhar, produzir, gerar riquezas e manter empregos, mas o Estado tem que diminuir, tem que fazer a sua parte. Essa é nossa grande expectativa, é o que esperamos de quem nos representa em Brasília. Os políticos devem cumprir a sua função também e esperamos o apoio deles para juntos sobrevivermos a esta crise que estamos passando”, Jonny Zulauf, presidente da Facisc.

Linhas de crédito
O presidente da Associação Empresarial de Jacinto Machado, Adelor Emerich, falou sobre a dificuldade de acessos dos empresários de micro e pequenas empresas às linhas de crédito. “Isso é uma realidade, porque quando chegamos nos bancos não temos acesso”. O deputado fará encaminhamento junto ao Ministro Paulo Guedes para uma reunião com o empresariado catarinense e o Ministro. “Já temos uma reunião solicitada com o Ministro para dar encaminhamento às solicitações”.