Por: Coluna Pelo Estado

A defesa do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), emitiu uma nota à imprensa em resposta ao novo pedido de impeachment contra o chefe do executivo estadual. No início da tarde desta terça-feira, 8, os deputados Sargento Lima (PSL) e Ivan Naatz (PL) entregaram o oitavo pedido de impeachment contra Moisés em 2020, dessa vez, em decorrência dos trabalhos da CPI dos Respiradores. Para a defesa do governador, o ato de hoje é “para satisfazer projetos político-partidários contrários ao regime democrático.”

Em documento sucinto, assinado pelo advogado Marcos Fey Probst, a defesa de Moisés avalia que a ação cumpre “mera etapa protocolar, que não acrescenta novos fatos em relação às ações anteriormente já anunciadas.”

Em seguida, a defesa diz que se mantém convicta da “inexistência de qualquer ilegalidade
praticada pelo chefe do executivo estadual.”

O advogado encerra a nota de forma mais incisiva, politizando o assunto: “A apresentação desse novo pedido de impeachment em nada contribui para o bem-estar e o desenvolvimento do Estado de Santa Catarina, servindo apenas para satisfazer projetos político-partidários contrários ao regime democrático e ao interesse do povo catarinense.”

Nícolas Horácio/Pelo Estado.