Por: Coluna Pelo Estado

Em Santa Catarina, o comércio varejista ampliado começou 2021 com crescimento de 0,4%, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Um desempenho melhor que a média nacional (-2,9%) e entre os estados do Sul do país, em que Rio Grande do Sul (-9,2%) e Paraná também registraram queda (-2%). Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 12, pelo IBGE, na Pesquisa Mensal do Comércio (PMC).

O crescimento, na comparação com janeiro de 2020, foi impulsionado pelos segmentos de materiais de construção (13,0%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos de perfumaria e cosméticos (10,1%); hipermercados e supermercados (4,9%); móveis e eletrodomésticos (1,0%); e tecidos, vestuário e calçados (0,7%).

“Mais uma vez Santa Catarina mostra sua resiliência diante da crise provocada pela pandemia. O setor de construção civil foi um dos que mais puxou o comércio varejista e nos trouxe um saldo positivo diferente da média nacional, marcada pela retração. Com o comando do Governo do Estado em conjunto com os demais setores, Santa Catarina segue na contramão da crise e sairá na frente na retomada econômica”, pontua o secretário da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Luciano Buligon.

Frente ao mês anterior, dezembro de 2020, na série com ajuste sazonal, o Estado catarinense apresentou retração de 0,4%, enquanto o Brasil recuou 2,1%.  Já na variação acumulada de 12 meses, Santa Catarina se destaca com alta de 2,4%.

Em receita nominal, o comércio varejista ampliado cresceu 0,3% em janeiro, frente ao mês anterior, 10,2% na comparação com o mesmo mês de 2020 e 7,4% em 12 meses.

Pelo Estado