Por: Coluna Pelo Estado

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) autorizou o retorno do Campeonato Catarinense, a partir desta segunda-feira, 27. A Federação Catarinense de Futebol não hesitou e anunciou az datas das próximas partidas do Catarinense. O primeiro jogo será  nesta quarta-feira, 29, com o duelo entre Figueirense e Juventus às 21h30, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

Na quinta-feira, 30, acontecem outros três jogos:

  • Marcílio Dias x Criciúma, no Dr. Hercílio Luz, em Itajaí, às 16h;
  • Brusque x Joinville, no Augusto Bauer, em Brusque, às 18h;
  • Avaí x Chapecoense, no Dr. Aderbal Ramos da Silva, em Florianópolis, às 20h.

As semifinais do Campeonato Catarinense serão realizadas no domingo, 2 de agosto, e na quarta-feira, 5 de agosto.

A disputa do rebaixamento, entre Tubarão e Concórdia terá o primeiro jogo no sábado, 1º de agosto, às 15h, no Domingos Silveira Gonzales em Tubarão. O jogo de volta será na quarta-feira, 5 de agosto, às 15h, no Domingos Machado de Lima, em Concórdia.

Entenda a portaria que liberou o retorno do catarinense

O retorno do catarinense foi confirmado pela portaria 550/2020, emitida pela SES, e que reforça as regras sanitárias para o andamento da competição. Pela decisão, a presença de público nos estádios e nas imediações permanece proibida. Nos dias de jogo, somente atletas, dirigentes e trabalhadores diretamente envolvidos na competição podem acessar as dependências do clube. A medida se estende às sedes de torcidas organizadas.

É proibida a permanência e a circulação de torcedores nas áreas externas ou contíguas aos estádios de futebol, centros de treinamentos e hotéis que hospedem as equipes, bem como em seus deslocamentos.

Testes

Sobre novas testagens com atletas e comissão técnica, continua valendo a determinação de testes PT-PCR, exclusivamente, em um período de até 72 horas antes da partida.

De acordo com a portaria, pessoas assintomáticas com exame positivo deverão ser imediatamente afastadas por um período de 14 dias a contar da realização do exame. Contatos destas pessoas, desde que assintomáticos e com RT-PCR negativos na triagem pré-jogo, estarão liberados para as atividades desportivas, devendo permanecer sob monitoramento da equipe médica de cada clube por um período de 14 dias.

Vigilância Sanitária Municipal, Vigilância Sanitária Regional, Defesa Civil, Polícia Militar, Bombeiros e demais órgãos fiscalizadores devem fiscalizar os estabelecimentos e locais públicos citados nesta portaria para garantir o cumprimento das medidas sanitárias exigidas.