Por: Andréa Leonora

Celesc

Em visita à Regional da Celesc em Rio do Sul, o presidente da companhia, Cleicio Poleto Martins, anunciou a instalação de 400 km de cabos protegidos na rede elétrica que atende o Alto Vale, região marcada pela presença de grandes áreas de reflorestamento de pinus e eucaliptos.

Os cabos protegidos são muito mais resistentes que os convencionais e a instalação desta tecnologia visa contribuir, de forma efetiva, para o combate  da principal causa de ocorrências no sistema elétrico que atende, especialmente, a área rural.

Atualmente, 70% das interrupções no sistema de distribuição de energia na região são causadas por árvores próximas à rede. Com os ventos, as cascas de eucaliptos alcançam os fios e causam curtos-circuitos que provocam desligamentos.

A previsão inicial era da instalação de 30 km de cabos, mas o presidente aprovou 400 km visando ampliar os benefícios para toda a área de abrangência da Regional nos próximos quatro anos.

 

EDP

A parceira da Celesc, a EDP Transmissão Aliança SC, deu início à construção da Subestação de Energia Elétrica Siderópolis II, no Sul catarinense.

A estrutura integra obra bilionária de reforço energético para o estado e sua implantação vai gerar 190 postos de trabalho diretos, além de cem indiretos. As obras serão de responsabilidade da catarinense WEG S/A, de Jaraguá do Sul, e o prazo para a conclusão é de 20 meses.

A nova subestação faz parte dos projetos do Lote 21 (Aneel 005/2016), que inclui 433 quilômetros de Linhas de Transmissão, passando por 28 municípios catarinenses.