Por: SC Portais

Você vai curtir o feriadão de Finados? Então não trabalha nas equipes responsáveis pela transição no governo estadual, do atual para o futuro. Eles vão manter o ritmo acelerado imposto pelo curtíssimo período entre a eleição e a posse do novo governador, Comandante Moisés, que está participando de praticamente todas as reuniões, em todas as pastas já visitadas – Fazenda, Administração e Planejamento, além da Defesa Civil. Nesta quinta-feira (1º) ele e a vice-governadora eleita, Daniela Rheiner, estiveram com uma equipe multidisciplinar, formada por representantes técnicos de todas as secretarias centrais do governo. Assimilar a situação do Estado, especialmente quanto à estrutura e às finanças, é o grande desafio da equipe do futuro governador. Por outro lado, será necessário um entrosamento também com o Legislativo, uma vez que os deputados em cumprimento de mandato hoje, reeleitos e não reeleitos, serão os responsáveis pela definição da Lei Orçamentária Anual (LOA), base para custeio da máquina e investimentos para o próximo período. No dia 12, uma reunião na Assembleia Legislativa vai definir o calendário de final de ano, incluindo as discussões da LOA e dos principais projetos que precisam ser debatidos ainda em 2018.

O país está confuso?

Para quem deseja dar um tempo, morar e empreender fora do Brasil, a alternativa pode estar na grande porta para o mercado europeu e novo polo de incubadoras e startups do velho continente – Portugal. E Santa Catarina tem potencial para acessar esse mercado. Por isso, no dia 21, acontece o evento Empreende Portugal, no Square SC, em Florianópolis. “Chegou a hora de o brasileiro fazer o caminho inverso dos antigos navegadores e descobrir Portugal”, provoca Andres von Stockert (foto), diretor-executivo do evento. Para ele, o país europeu é a melhor porta de acesso àquele mercado por não haver barreiras importantes como a língua e a cultura. Conta ainda o fato de Portugal ser membro fundador da Zona do Euro, o que garante acesso privilegiado aos 500 milhões de consumidores do maior bloco econômico do mundo. Os ingressos podem ser adquiridos no site www.empreendeportugal.com.br. | Foto: Do Facebook

________________

“A perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito à Constituição, à Lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão. Na prática, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior”

Juiz federal Sérgio Moro, ao aceitar o convite para ser o ministro da Justiça da gestão Jair Bolsonaro

_______________

Sem catarinenses Até o final da tarde desta quinta-feira (01), véspera de feriadão, o presidente eleito Jair Bolsonaro já havia anunciado cinco nomes para seu ministério. Entre os indicados, nenhum catarinense. Por enquanto são dois paranaenses (Sergio Moro e Augusto Heleno), um carioca (Paulo Guedes), um gaúcho (Onyx Lorenzoni) e um paulista (Marcos Pontes).

 

Retorno esperado No intervalo entre o primeiro e o segundo turno das eleições houve um forte comentário de bastidores, durante evento realizado na Federação das Indústrias (Fiesc), de que o senador eleito pelo PP-SC, Esperidião Amin, poderia ser chamado para o ministério do novo governo federal. Vale lembrar que Santa Catarina foi o segundo estado com o maior índice de votos para Bolsonaro. Foram 75,92% dos votos válidos, atrás apenas do Acre, que alcançou 77,22%. Quem o apoiou por aqui espera um reconhecimento à altura.

 

Jogando o jogo Os deputados estaduais eleitos para a próxima legislatura Julio Garcia (PSD) e Ricardo Alba (PSL) ainda estão definindo as estratégias para a disputa da presidência da Assembleia Legislativa, conforme publicou a Coluna Pelo Estado na edição quinta-feira (1º).  Os emedebistas Mauro de Nadal e Valdir Cobalchini também já colocaram os nomes à disposição da bancada do partido. Cobalchini afirma que o processo ainda não foi desencadeado e que as conversas são insipientes. “A nossa bancada, por exemplo, só deve se reunir na semana que vem, já com os três novos deputados, e pela primeira vez trataremos do assunto de forma mais oficial. O jogo ainda está nas preliminares.”

 

Você pode ajudar! O Centro de Pesquisas Oncológicas de Santa Catarina (Cepon) firmou convênio com a Celesc para que os consumidores possam doar, por meio da conta de luz, um valor fixo mensal ao hospital, referência no tratamento do câncer o estado. Quem quiser contribuir deve preencher o formulário que está no link goo.gl/QpwQya, assinar e entregar no Cepon, na Fahece (Fundação de Apoio ao Hemosc/Cepon) ou na Celesc. Os recursos arrecadados serão investidos nos diversos projetos de melhoria do Cepon, que podem ser conhecidos no site www.fahece.org.br