Por: SC Portais | 27/04/2018

O presidente da Organização das Cooperativas (Ocesc), Luiz Vicente Suzin, diz ser imprevisível os reflexos do embargo da União Europeia para a importação de frango do Brasil, o que atinge fortemente o estado. Para se ter uma ideia da dimensão do problema, os produtores já estão reduzindo o plantel de aves, o que significa menor consumo de milho, por exemplo, e consequente queda no preço do grão, prejudicando outro elo da cadeia. A previsão de crescimento para as cooperativas do ramo Agropecuário, que no começo do ano era otimista, variando de 8% a 10%, agora é uma grande interrogação.

E como o impacto da decisão pode chegar a outros ramos, como Crédito, Transporte e Consumo, todas as cooperativas estão refazendo o planejamento de 2018. “A hora é de pé no freio, de segurar investimentos, até que a situação se defina”, explicou. Outro revés veio da Rússia, país grande importador de carne suína, e por isso importante para a suinocultura catarinense, mas que não fez nenhuma importação neste ano. Neivo Luiz Panho, superintendente da Ocesc, explicou que o Brasil é um país protecionista e de baixa expressão no mercado global.

As exigências impostas pelos parceiros comerciais do país são sempre uma forma de pressão para que haja importação de produtos deles. Ou seja, não está no cerne da questão a sanidade animal, mas a relação comercial. Vale lembrar que as cooperativas catarinenses são consideradas as mais bem organizadas e eficientes do país, em grande parte pelos investimentos em profissionalização de dirigentes pelo Serviço Nacional de Aprendizagem (Sescoop), que chegou a quase R$ 30 milhões em 2017. No exercício, as 263 cooperativas ligadas à Ocesc faturaram R$ 32,6 bilhões, reuniram 2,2 milhões de associados, geraram 60,5 mil empregos diretos e recolheram R$ 2,5 milhões em tributos.

Referência nacional

Apesar do cenário econômico ainda instável, a 26ª SC Trade Show superou a expectativa de empresários e lojistas. Em apenas dois dias, a feira recebeu mais de 800 lojistas de todo o Brasil. O presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados de São João Batista (Sincajsb), Almir Atanazio dos Santos, reforça que o sucesso é mérito de cada empresário. “A feira é referência nacional e internacional porque os empresários de Santa Catarina estão inovando nos produtos e trazendo um design diferenciado, conforto e qualidade.” O município catarinense é o quarto maior polo produtor de calçados do país e o maior do estado. A 26ª SC Trade Show termina hoje, no Infinity Blue, em Balneário Camboriú. | Foto: SC Trade Show

 

 

“O combate à corrupção é tema que vem ganhando mais espaço no Brasil,
ainda que a ausência de um modelo robusto e difundido de conduta ética, vindo das altas administrações, e o mapeamento de riscos, feito de forma rasa e como mera formalidade, ainda sejam entraves que necessitam ser enfrentados.”
Professor Eduardo Lamy, organização do livro “Compliance: Aspectos polêmicos e atuais”, uma coletânea de artigos produzida pelos 18 advogados da Comissão de Conformidade e Compliance da OAB-SC

 

Rota de presidenciáveis Recentemente, o candidato à presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, esteve por aqui. Na terça-feira (24), foi a vez do ex-ministro Henrique Meirelles, do MDB, visitar Santa Catarina. Desde ontem e até sábado (28), cumpre roteiro entre Joinville, Florianópolis e Itajaí o pré-candidato pelo PSC, o economista Paulo Rabello de Castro. Também no sábado, o candidato pelo PSL, deputado federal Jair Bolsonaro, participa de um evento pentecostal em Camboriú. Ao que tudo indica, os votos dos catarinenses vão ser bastante disputados nas eleições de outubro.

Exportação de móveis As empresas catarinenses de móveis faturaram US$ 236,24 milhões com exportações em 2017. Santa Catarina é destaque tanto na venda para os Estados Unidos como para o Reino Unido, correspondendo por 62,62% e 52,89% das exportações brasileiras para estes dois países. É o que revela o mais recente estudo publicado pelo Sistema de Inteligência Setorial (SIS) do Sebrae/SC voltado a empreendedores do mercado de Casa & Construção. O material pode ser baixado gratuitamente pelo sis.sebrae-sc.com.br

Inovação O ExcelênciaSC – Movimento Catarinense pela Excelência participa, ao lado de outras 35 entidades, do Pacto pela Inovação. O projeto busca criar uma rede de apoio ao ecossistema de inovação catarinense. O primeiro passo da parceria foi dado nesta semana, com a assinatura de um acordo de cooperação que define tarefas para cada integrante do grupo.