Por: SC Portais

Ao final do oitavo mês do ano, nesta sexta-feira (31/agosto), o Impostômetro já ultrapassava a marca de R$ 1,5 trilhão (isso mesmo, trilhão!) pagos em impostos e taxas pelos brasileiros. Dos 243 dias do ano até aqui, 153 foram usados apenas para pagar impostos. A cifra é tão grande que vale dimensionar por comparação. Se aplicado na poupança, esse valor renderia mais de R$ 208 mil por minuto;  equivale a receber dez salários mínimos pelos próximos 13 milhões de anos; ou ainda, para comprar 3,5 milhões de cestas básicas. Não. Não há erros nessas comparações, que de fato parecem absurdas. Você mesmo poderá verificar no www.impostometro.com.br. Em período eleitoral, em que as mazelas do país vêm à tona, assim como são escancarados os privilégios de determinadas categorias, nada mais didático do que ser confrontado com o valor retirado do conjunto da sociedade brasileira para manter a estrutura de um Estado que não dá o retorno adequado em serviços públicos. Nem nos mais essenciais, como Saúde, Educação e Segurança Pública.
Por mais Saúde
Décio Lima (PT, Renova SC) não conseguiu acompanhar as primeiras propagandas eleitorais de TV. Já estava na rua, produzindo os próximos programas (foto) e cumprindo agendas. Em uma delas, no Encontro Catarinense de Hospitais, realizado em Florianópolis, afirmou que, caso eleito, a Saúde será discutida e executada com os agentes do setor. E deu até prazos: “No dia 2 de janeiro, caso eu seja eleito, convido os dirigentes hospitalares para uma reunião na qual vamos decidir juntos a gestão da saúde, priorizando quitar a dívida do estado de 1 bilhão e zerar a fila de atendimento. Hoje temos 500 catarinenses na fila de espera”, afirmou. Uma das demandas das entidades AHESC, FEHOESC e FEHOSC é participar na execução das políticas públicas do governo do estado, o que não aconteceu no governo atual. | Foto: Divulgação Renova SC
Por mais Segurança
 
Em uma manhã produtiva, na sede do Sindicato dos Policiais Civis de Santa Catarina, o comandante Moisés, candidato ao Governo pelo PSL, ouviu as demandas da instituição quanto aos gargalos para sua efetiva prestação de serviço à população catarinense. Depois de conhecer os pleitos, o coronel da reserva reafirmou suas propostas para potencializar a área da Segurança Pública do Estado, tanto a polícia técnica quanto a judiciária. “Buscarei aliar novos recursos tecnológicos, intensificando a atividade de inteligência. Assim como é preciso valorizar os agentes públicos, recompor o efetivo, investindo tanto na parte humana quanto na de equipamentos, criar novos programas e fortalecer os de Segurança, entre outras mudanças, melhorias e investimentos. Precisamos de uma vida mais digna e que as famílias tenham paz”, disse. | Foto: Divulgação PSL

VCTAHOK? O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) realiza hoje, em Florianópolis, um encontro para marcar o início do Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção ao suicídio. O relatório de sobre prevenção ao suicídio da Organização Mundial da Saúde (OMS) trouxe um dado chocante: 800 mil pessoas cometem suicídio por ano no mundo. O MPSC trata o assunto como uma doença que atinge todas os países, classes sociais, gêneros e faixas etárias, registrando uma morte a cada 40 segundos. Para chamar a atenção dos jovens, cada vez mais numerosos nas estatísticas de suicídio, o Ministério Público catarinense usou uma linguagem dirigida a este público – VCTAHOK? (ou, traduzindo para a Língua Portuguesa oficial, Você está bem?).

Congrepan Na próxima terça-feira (4), na sede da Federação das Indústrias (Fiesc), será lançado o 31º Congrepan 2018 – Congresso Brasileiro da Indústria de Panificação e Confeitaria, com o tema Receita de Sucesso – alimentação saudável, inovação e produtividade. O evento acontece no dia 26, na Capital. No encontro de terça, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (ABIP), José Batista de Oliveira vai falar sobre o mercado brasileiro para o setor, que hoje movimenta cerca de 2% do PIB e emprega quase 2 milhões, direta e indiretamente.

ALERTA! Com a chegada de mais uma frente fria, a Defesa Civil de Santa Catarina está mantendo alerta para temporais para este final de semana, atingindo mais fortemente o Oeste, Meio-Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul, com volumes de chuva que podem chegar a acumulados de 60mm a 90mm, podendo superar os 100mm em alguns pontos. Na região da Grande Florianópolis e Norte, os volumes devem variar de 30mm a 50mm. A partir de segunda-feira (3), o alerta é para vento forte e mar de agitado a grosso por conta de um ciclone extratropical.