Por: SC Portais | 10/09/2018

O final de semana prolongado em função do feriado da Independência trouxe visitantes ilustres para o estado. No sábado (8), o candidato à presidência do país pelo PSDB, Geraldo Alckmin, teve agendas de campanha em Criciúma, Içara, Forquilhinha e Florianópolis. Sempre seguido por um grande número de tucanos, ele mostrou um perfil totalmente diferente daquele das propagandas eleitorais de rádio e TV. Lá, o ataque é frontal ao candidato do PSL, Jair Bolsonaro, claramente apontado por incitar a violência. Aqui, o tom foi de pacificador, na linha “precisamos reunificar o país”. O primeiro comportamento tem motivação clara: as pesquisas mostram que Bolsonaro está tirando votos que antes iam naturalmente para Alckmin, especialmente aqui, em Santa Catarina, onde o tucano sempre teve vantagem. A mudança de discurso foi motivada pelo atentado sofrido por Bolsonaro em Minas Gerais e que deve mantê-lo longe das atividades de campanha pelo menos até o próximo final de semana. Outro presidenciável que esteve por aqui foi José Maria Eymael (PDC). Desceu no aeroporto de Navegantes e seguiu para Brusque, onde circulou pelo Centro. Aproveitou para uma reunião com a Executiva estadual do partido. A próxima agenda já confirmada de um candidato à presidência por aqui é de João Amoêdo, do Novo. A programação prevê atividades em Criciúma e em Florianópolis.

Tendências Uma comitiva de empresários catarinenses da construção voltou ontem do Panamá. A missão, pela Câmara de Desenvolvimento da Indústria da Construção da Federação das Indústrias (Fiesc) participou da Expo Hábitat, feira focada nas tendências do setor. Os empresários conheceram o projeto Panamá Pacífico, área planejada e inspirada em urbanização sustentável, baseada em pareceria público-privada. Contempla estabelecimentos industriais, comerciais e residenciais. Dos 1.400 hectares, 800 são para desenvolvimento urbano e 600 para área verde e de preservação ambiental.

Digital A partir desta segunda-feira (10) e até a sexta (14) o Sebrae/SC realiza a Semana da Transformação Digital. O evento vai abordar assuntos como ferramentas e estratégias para aumentar o volume de vendas e atrair clientes no ambiente online. Durante a semana do evento serão disponibilizados materiais com conteúdos relevantes e webinars (seminários ao vivo) a partir das 19 horas com grandes players do mercado. O evento será realizado em parceria com as empresas Resultados Digitais, Huggy, HostGator, Exact Sales, SumOne, Conta Azul,  Asaas e TransformaçãoDigital.com. Para mais informações e inscrições, acesse sebrae.sc/semanatd.

 

ENTREVISTA Décio Lima – Candidato ao governo do Estado – PT

 

Nos três primeiros dias de cada semana, a Coluna Pelo Estado vai publicar breves entrevistas com os candidatos ao governo do Estado, seguindo ordem alfabética. Entre os temas apresentados, o candidato pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Décio Lima, escolheu falar sobre “Proteção à mulher e aumento de casos de feminicídio”.

 

[PeloEstado] – O seu programa de governo prevê ações de proteção à mulher e combate ao feminicídio?

Décio Lima – Nós vamos ter uma política, sim, de forma contundente, para proteger as mulheres catarinenses. É grave o diagnóstico de Santa Catarina com relação às agressões praticadas contra as mulheres. Um caso de feminicídio por semana. Mulheres sendo mortas por serem mulheres. É o mal banalizado!

 

[PE] – O que está sendo previsto?

DL – Como governador, vou abrir delegacias especializadas na proteção às mulheres nas 21 regiões, conforma a organização dos municípios em associações. Portanto, todas as regiões estarão cobertas. Também vamos ter uma política de mudança de paradigma, com a sociedade debatendo o tema nos espaços públicos e em todas as oportunidades possíveis, especialmente nas escolas. Mas pretendo também trabalhar pelo exemplo.

 

[PE] – De que forma?

DL – O meu governo vai ser paritário. Os cargos governamentais de protagonismo terão a presença de igualdade entre homens e mulheres. O governador deve acolher o debate e já formatar o governo para ter autoridade biográfica de mexer em um assunto tão perturbador. Será um instrumento de empoderamento das mulheres para que elas estabeleçam o seu próprio marco regulatório no campo da igualdade de gênero. No ambiente da política, ainda se expressa um machismo absurdo.

 

A Coluna Pelo Estado, como ferramenta de integração editorial dos diários associados e parceiros da Associação de Diários do Interior (ADI-SC), é parte do projeto Cobertura Eleições SC 2018 – Jornais Impressos e Digitais, realizado em parceria com a Associação dos Jornais do Interior (Adjori-SC) e com a participação do SCPortais de Notícias (scportais.com.br) e da Rede Catarinense de Notícias (rcnonline.com.br).