Por: SC Portais

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Faesc), José Zeferino Pedrozo, coordenou na tarde desta sexta-feira (6), em São José, Seminário Estadual de Líderes Rurais e a Assembleia Geral Ordinária de encerramento do ano. O encontro reuniu mais de cem dirigentes de sindicatos rurais de todas as regiões catarinenses. Na pauta, o cenário atual e o futuro do agronegócio. Antes do começo da atividade, Pedrozo conversou com a imprensa e demonstrou muito otimismo com os resultados deste final de 2019 e com o ano que vem. “O agronegócio como um todo percebe que a exportação dá uma tranquilidade. O mercado interno, que é o nosso forte e meta principal, passou por dificuldades, com grande taxa de desemprego e queda de consumo”, justificou ao destacar que alguns setores ainda não exportadores, como arroz e leite, dependem ainda da retomada econômica plena do país.

O líder rural fez elogios à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que está “vendendo bem os nossos produtos” para mais mercados. E a situação pode melhorar muito para os setores rural e agroindustrial catarinense nos próximos anos. Primeiro porque a China é um mercado gigantesco e, além de forte importador de carnes, teve seu plantel de suínos praticamente dizimado em consequência da peste suína. Será necessário um bom tempo para a recuperação. Soma-se aí o esforço que a Faesc, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-SC) e o Sebrae-SC estão fazendo para melhorar a genética do rebanho bovino, com vistas a melhores condições de competitividade do leite, mas não só. Pedrozo disse que o objetivo é lançar em breve uma marca catarinense de gado de corte para exportação, a Purpurata. Nesse processo já foram emprenhadas 80 mil matrizes, resultando em um rebanho padronizado e com genética de maior qualidade.

 

Nomeação

 

Entre as bandeiras do novo presidente da Associação dos Procuradores do Estado (Aproesc) empossado na última sexta-feira (6), Juliano Dossena, está a nomeação dos 28 aprovados em concurso público. Dossena foi Procurador Geral e presidiu a Aproesc e a Anape (Associação Nacional dos Procuradores dos Estados e do DF). Integrante da carreira desde 1993, exerceu diversos cargos na PGE, como coordenador da Procuradoria de Patrimônio e chefe da Procuradoria Fiscal. A PGE de Santa Catarina é uma das mais sobrecarregadas do país na relação processo/procurador.

 

“Uma das metas do Programa Verde e Amarelo é gerar 1,8 milhão de vagas nos próximos três anos para jovens, preferencialmente, treinados pelo Sistema S. Mesmo quando a economia melhora, quem entra por último no vagão do crescimento são os que buscam o primeiro emprego.”

Secretário especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, Rogério Marinho, durante evento na Federação das Indústrias (Fiesc)

 

 

Enquanto acontecia o evento da Faesc, o governo do Estado soltava matéria informando que Santa Catarina, maior produtor nacional de suínos, ampliou sua participação internacional e alcançou o maior volume e faturamento desde 1997, começo da análise de dados de exportação. Em 2019, foram embarcadas 373,5 mil de toneladas, equivalente a 766,4 milhões de dólares de faturamento.

 

Falando nisso… O governo do Estado quer – e precisa mesmo – endurecer ainda mais as regras de ingresso de animais de outros estados. A intenção é reforçar o status sanitário de Santa Catarina, única zona livre de febre aftosa sem vacinação do país. Pelo PL 470/2019 encaminhado para a Assembleia Legislativa em regime de urgência, bovinos e bubalinos nascidos ou oriundos de zona livre de febre aftosa sem vacinação reconhecida pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) deverão possuir, por exemplo, identificação individual oficial, permanente ou de longa duração desde o nascimento. Todo rigor é pouco.

 

Reconhecimento Por ter assinado o decreto de criação da 12ª Região da Polícia Militar de Jaraguá do Sul, em dezembro de 2017, o ex-governador Raimundo Colombo foi homenageado com título honorífico de Amigo da 12ª RPM. A cerimônia teve o comando do coronel Amarildo de Assis Alves e aconteceu nesta sex-feira. Entre outras autoridades também receberam o diploma o comandante geral da PMSC, coronel Araújo Gomes, e o prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli. Por estar fora do governo e de qualquer outro cargo no poder público, Colombo considera que esse tipo de homenagem é o verdadeiro reconhecimento.

 

Nota 10 para a emissão zero Santa Catarina terá um furgão movido à energia elétrica, das empresas Nutriplus e Omega Alimentação, do Grupo JLJ, entregando refeições prontas e outros alimentos a 569 escolas de 208 municípios. O modelo eT3 já está em operação e fará o transporte de insumos utilizados nas cozinhas. Após os testes, a ideia é adaptar toda a frota para carros com emissão zero de poluentes.