Por: SC Portais

A Secretaria de Estado da Saúde deve comunicar ao Ministério Público Federal (MPF-SC) a falta do medicamento Daclatasvir, usado no tratamento de doentes com Hepatite C. De acordo com o secretário estadual da Saúde, Acélio Casagrande, desde janeiro Santa Catarina não recebe as doses do remédio, que tem compra centralizada no Ministério da Saúde. Com isso, mais de 300 pessoas já diagnosticadas estão sem o tratamento no estado.

 

A diretora da Assistência Farmacêutica da Secretaria, Maria Teresa Agostini, explicou que o médico pode receitar outros remédios. Porém, o Daclatasvir é considerado top de linha, uma vez que reduz o risco de contaminação e aumenta a possibilidade de cura com negativação da carga viral chegando a 90%. Além disso, os efeitos colaterais são menores e o tratamento dura somente três meses.

 

A responsável pelo setor disse que o mesmo está acontecendo em todos os estados e que houve a decisão de um movimento nacional de denúncia ao MPF, que poderá ajuizar uma ação exigindo que a União cumpra seu dever. “Administrativamente, os contatos são quase diários. Mas a única resposta que temos é que o processo de compra ainda não foi finalizado. Isso aumenta ainda mais a nossa preocupação”, contou Maria Teresa.

 

Ela lembrou que a Hepatite é uma doença crônica, que precisa ser tratada e que o próprio Ministério da Saúde tem como meta erradicar a transmissão no país até 2030. Mas, pelo menos por enquanto, está trabalhando contra sua própria meta.

 

Batido o martelo
Paulo Bauer, pré-candidato ao governo, e Napoleão Bernardes, pré-candidato ao Senado, passaram parte da manhã desta quarta-feira reunidos em Florianópolis. Em um estúdio, fizeram as fotografias para o material que será usado na convenção estadual do PSDB, no domingo (29), em Joinville. Não há mais volta para o projeto dos tucanos catarinenses. Bauer vai disputar o governo e Napoleão o Senado. Apesar da insistência de outras siglas, está totalmente descartada qualquer outra opção. A deputada Geovânia de Sá será candidata à vice caso o PSDB vá mesmo em chapa pura. Se surgir alguma coligação, Geovânia buscará a reeleição à Câmara federal. Domingo é dia de selar o caminho. Até lá – e mesmo depois -, muita conversa vai rolar nos bastidores políticos catarinenses. | Foto: Alessandro Bonassoli

 

_______________________________________________________
“Oferecer uma oportunidade de trabalho é resgatar a dignidade e apostar na capacidade do ser humano em se tornar uma pessoa melhor.”
Governador em exercício de SC, desembargador Rodrigo Colaço, presidente do Tribunal de Justiça, na abertura da II Mostra Laboral do Sistema Prisional Brasileiro, que mais uma vez está sendo realizada em Florianópolis. O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, vai visitar a mostra hoje
_______________________________________________________

 

Mais dificuldades
Não é só na falta de fornecimento do Daclatasvir que o Ministério da Saúde está falhando com Santa Catarina e os estados de uma maneira geral. O remédio Trastuzumab, usado no tratamento de câncer de mama e distribuído gratuitamente por força de uma ação civil pública, ficou sem remessa desde o início de maio. Por orientação de Casagrande, a diretora de Assistência Farmacêutica, Maria Teresa Agostini, foi a Brasília e agora o fornecimento começa a ser regulado. “Vários medicamentos de compra centralizada estão sendo entregues de forma parcelada. O controle de estoque permite remanejamento, mas o Ministério da Saúde tem atrasado e, com isso, dificultado a gestão e o acesso aos medicamentos”, observou.

Presidenciável em SC
“O Novo Brasil que queremos” será o tema da palestra que ocorre nos dias 1º e 2 de agosto, no Teatro Carlos Gomes, em Blumenau, e no Rieger Hotel, em Balneário Camboriú, respectivamente. O evento será comandado pelo pré-candidato à presidência da República pelo partido Novo, João Amoêdo, e o ex-técnico de vôlei e embaixador do partido, Bernardinho. A modernização do Estado brasileiro, por meio de uma gestão técnica e eficiente, será um dos temas debatidos no encontro.

Quase tudo pronto
para o 11º Encontro da Imprensa Catarinense, que anualmente reúne profissionais da área em Chapecó. Promovido pela Associação Catarinense de Imprensa (ACI), o evento é coordenado pelo diretor regional da entidade, jornalista Marcos Bedin. O presidente da ACI, Ademir Arnon, destaca que os profissionais homenageados desta edição serão o comentarista Luiz Carlos Prates e o jornalista Alberto Gonçalves de Souza.