Por: SC Portais

No mesmo dia em que foi anunciada pelo governador Eduardo Moreira a saída de Alexandre Waltrick da presidência do Instituto do Meio Ambiente (IMA), que será substituído pelo atual diretor de administração do órgão, André Adriano Dick, foi feito o lançamento oficial da Licença Ambiental por Adesão e Compromisso (LAC), durante reunião conjunta das Câmaras Ambiental e da Agroindústria na Federação das Indústrias (Fiesc). A LAC foi classificada pelo presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, como uma iniciativa que desburocratiza os projetos de baixo risco ambiental, dando celeridade ao início da atividade. Os segmentos que podem emitir autodeclaração são determinados pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema). Por enquanto, o sistema está liberado para o setor da avicultura. Para o presidente da Associação Catarinense de Avicultura (ACAV), José Antônio Ribas Jr., a notícia é mais do que positiva, especialmente por conta do cenário desafiador enfrentado pelo setor.  | Foto: Mafalda Press
Cobrança
Falta dinheiro para tudo! E o que deveria vir do governo federal, não vem. Foi mais ou menos nesta linha a conversa de Mauro Mariani (MDB), candidato ao governo pela coligação “Santa Catarina Quer Mais”, na Associação Empresarial de Rio do Sul. Com a presença dos candidatos ao Senado da chapa, Jorginho Mello (PR) e Paulo Bauer (PSDB), foi feita uma defesa contundente por um maior engajamento do governo estadual na cobrança pelas demandas que dependem de recursos federais. Mariani destacou que cabe ao chefe do Executivo colocar o peso político na hora de reivindicar obras como a duplicação da BR-470, BR-280 e BR 282, citando apenas alguns exemplos. “O governador tem que vestir o anseio da sociedade. Em nosso governo estaremos alinhados à bancada federal com foco no melhor e em mais para Santa Catarina”, ressaltou. Sobre a infraestrutura, ele ainda voltou a destacar que pretende investir no Fundo para a Manutenção de Rodovias. “Hoje não temos dinheiro nem para roçar as rodovias. Com a operacionalização do Fundo vamos aumentar a vida útil de nossas estradas e, principalmente, zelar pela segurança dos catarinenses.” | Foto: Divulgação
Ponta-direita
Já o candidato a governador da coligação “Aqui é Trabalho”, Gelson Merisio (PSD), tem marcado presença em Joinville semanalmente. Ele tem reafirmado suas propostas para a Segurança Pública: aumentar o efetivo da cidade em pelo menos mil policiais. Por lá, a tradicional casa das Empadas Jerke acabou virando uma espécie de quartel-general. Membro do América Futebol Clube, Vadinho, de camisa vermelha na foto, fez questão de cumprimentar o candidato e o convidou para uma partida. Recebeu a resposta na hora: “Pode guardar uma vaga na ponta-direita que já me sinto convocado”. O convite e o aceite tiraram risadas do grupo, formado também pelo candidato à Câmara federal Darci de Matos (PSD) e pelo ex-governador Esperidião Amin (PP), que disputa vaga ao Senado. Ele colou em Gelson Merisio nos roteiros, em revezamento com o candidato a vice, João Paulo Kleinübing (DEM), e Raimundo Colombo (PSD), também ex-governador e candidato ao Senado. Outro que acompanha a agenda joinvillense é o vereador Ninfo König (PSB), que a exemplo do que fez o ex-secretário Antonio Gavazzoni (Fazenda) deve divulgar nos próximos dias uma carta onde diz “Porque voto Gelson Merisio”. | Foto: Divulgação
Presidenciável em SC O primeiro candidato à presidência da República a visitar Santa Catarina depois de definidas as candidaturas é Ciro Gomes (PDT). Ele estará em Lages das 10h às 14 horas de hoje, quando segue para o Rio Grande do Sul. A escolha do roteiro teve duas fortes motivações. Primeiro, a região Serrana tem ums dos berços brizolistas mais importantes do estado. Segundo, entre as cidades-polo catarinenses, Lages foi a única que não teve atividade de Ciro Gomes no período de pré-campanha. Para marcar a vinda, vai acontecer uma mateada em frente ao busto de Getúlio Vargas.

O roteiro do pedetista será acompanhado pelo único candidato do partido à Câmara federal, Manoel Dias. O PDT catarinense está focado em eleger o ex-ministro do governo Dilma, que hoje compõe a chapa de Merisio.

Crédito cooperativo Na próxima segunda-feira (3 de setembro), será lançado oficialmente em Florianópolis o 12º ConCred (Congresso Brasileiro do Cooperativismo de Crédito) pelo presidente da Confederação Brasileira de Cooperativas de Crédito (Confebras), Kedson Macedo. O evento acontece em novembro, na Capital. Serão discutidos os avanços do modelo no Brasil, que tem amparado boa parte dos pequenos empreendedores e servido para inclusão financeira de milhares de cidadãos.