Por: SC Portais

Cada morador de Santa Catarina produz, em média, mais de 600 gramas de lixo por dia. Ou seja, considerando a população do estado (6,727 milhões, dado de 2014), são gerados diariamente mais de 4 mil toneladas de lixo. Para piorar, apenas uma parte deste volume gigantesco é coletada adequadamente. Calcula-se que, ao todo, 243 toneladas não têm destinação correta, o que acaba gerando a contaminação de rios e solo, além da proliferação de ratos, animais peçonhentos e insetos.
Reverter esse quadro, diga-se de passagem uma realidade nacional, é um dos objetivos da segunda edição do “Desafio Sustentável”, uma gincana que promove a educação ambiental nas escolas. Professores e alunos de toda Santa Catarina poderão participar transformando as escolas em referências no tema sustentabilidade. As inscrições seguem abertas até o dia 31 de agosto, para equipes de até 30 integrantes de escolas públicas, particulares e indígenas. Basta entrar no endereço www.desafiosustentavel.com para se inscrever, participar da capacitação e receber as missões.
Autoestima elevada
Candidato a senador pela coligação “Aqui é Trabalho”, Raimundo Colombo (PSD) tem cumprido vários papeis nos eventos e encontros políticos por onde passa. Um dos papeis é defender e valorizar seu período de sete anos como governador e os avanços obtidos. Outro é ser cabo eleitoral dos demais integrantes da coligação. Para ele, Gelson Merisio como governador e João Paulo Kleinübing como vice representam “a segurança para o futuro de Santa Catarina”. Esperidião Amin, companheiro de chapa na disputa ao Senado, também é sempre citado. Só então ele vende seu peixe e pede votos. E em todas as oportunidades vem repetindo um mesmo pensamento: “Um governo, seja estadual, municipal ou federal, será sempre avaliado de várias formas, de acordo com as ações que promoveu. Sempre tem aqueles que gostam do governo e os que não aprovam. Agora, não há nenhum catarinense que queira ir embora do estado, que esteja triste com Santa Catarina. Se ele comparar com os outros estados, vai dizer, com certeza, eu vivo no melhor estado do Brasil”. Mexer com a autoestima do catarinense é com ele mesmo! | Foto: Caio Marcelo
O corpo a corpo

marcou o primeiro dia de campanha nas ruas pelos candidatos da coligação “Santa Catarina Quer Mais”. E todos optaram por trabalhar primeiro as próprias bases políticas. Enquanto o candidato ao governo pelo MDB, Mauro Mariani, e o candidato à reeleição ao Senado pelo PSDB, Paulo Bauer, pediram votos em Joinville, o outro candidato a senador da chapa, Jorginho Mello (PR), trabalhou em Joaçaba. Vice-governador na coligação, Napoleão Bernardes acompanhou Mariani em visita ao prefeito de Joinville, Udo Döhler, emedebista que no processo pré-eleitoral chegou a colocar o nome à disposição do partido para concorrer ao Executivo estadual.

 

Compromisso 1

Os nove candidatos que apresentaram registro para concorrer ao cargo de governador de Santa Catarina (siglas em ordem alfabética: MDB, Patriota, PCO, PSD, PSL, PSOL, PSTU, PT e Rede) foram convidados pelo presidente da Federação Catarinense de Municípios, fecam, Volnei Morastoni, para participarem da reunião do Conselho de Órgãos Fazendários Municipais de Santa Catarina (Confaz-M/SC), marcado para a tarde da próxima segunda-feira (20), em Bombinhas. Cada candidato que comparecer terá 10 minutos para falar de suas bandeiras de trabalho e assinará o Termo de Compromisso dos Candidatos ao Governo do Estado com os Municípios, documento com uma série de temas para pactuação dos interesses do municipalismo catarinense junto aos planos de governo.

 

Compromisso 2

Também na segunda-feira, mas à noite, os candidatos ao governo pelo PT, Décio Lima, pelo PSD, Gelson Merisio, e pelo MDB, Mauro Mariani, vão participar de evento promovido pela Federação das Indústrias (Fiesc). Durante o Diálogo com Candidatos será entregue a cada um a Carta da Indústria, com as urgências identificadas pelo setor industrial para a retomada do desenvolvimento econômico do estado para o período de 2019 a 2022. Educação, capital humano inovação e empreendedorismo, infraestrutura, saúde e segurança, internacionalização das empresas, investimentos e políticas públicas, e desenvolvimento do mercado são alguns dos itens abordados no documento.

 

Oportunidade

Teve início em três municípios catarinenses o cadastro prévio de trabalhadores interessados em atuar nas obras de ampliação das redes de transmissão de energia elétrica do estado. Abdon Batista, Angelina e Criciúma foram escolhidas para iniciar o recrutamento por estarem estrategicamente localizadas em diferentes pontos do trajeto, que vai percorrer 500 quilômetros do Sul e Meio Oeste catarinense. O projeto está em fase de licenciamento ambiental e a expectativa é de que as obras comecem imediatamente após as liberações. O projeto está orçado em R$ 1,3 bilhão, com execução sob responsabilidade da EDP Transmissão Aliança SC.

 

Destinos turísticos

O Sebare-SC, em parceria com a Santur, vai levar a Brasília, na próxima terça-feira (21), o evento Venha Descobrir Santa Catarina. A ideia é apresentar aos agentes de viagens brasilienses dez destinos turísticos do estado, além de ampliar a rede de  contatos. De acordo com o gerente da Unidade de Atendimento Coletivo do Sebrae-SC, Roberto Tavares, essa é uma grande oportunidade para desenvolver o turismo catarinense e aumentar o fluxo de visitantes vindos daquela região do país.