Por: SC Portais

Deputados pedem auditoria das verbas para os filantrópico

 

Os deputados estaduais de Santa Catarina aprovaram, ontem, requerimento que pede ao Tribunal de Contas (TCE-SC) uma auditoria para averiguar se o governo do Estado está cumprindo a Lei 17698 de 2019, que prevê o repasse de recursos para os hospitais filantrópicos. Autor da proposta, o deputado Laércio Schuster (PSB) afirmou que, apesar de o governo já ter anunciado um repasse que já soma R$ 190 milhões em 2019, denúncias de falta de verba e atraso nos pagamentos ainda são recorrentes. Segundo o Parlamentar, alguns hospitais alegam que sequer assinaram os convênios que o governo anunciou. O governador Carlos Moisés (PSL) divulgou que em 2020 serão repassados até R$ 300 milhões para 96 hospitais filantrópicos de Santa Catarina. A distribuição será de acordo com a produção de cada unidade, sob critérios de classificação públicos e total transparência. “Assumimos o compromisso de entregar melhores serviços à população, por isso, investiremos mais que o triplo do valor registrado em 2018, que foi de R$ 84 milhões”, garantiu.

Dia D

Divulgação: Agência AL

Depois de rejeitar a contraproposta do governo catarinense, que ofereceu 17,5%, contra a demanda de 22% colocada pelos militares, a Associação de Praças de Santa Catarina (Aprasc) buscou apoio junto aos demais poderes. Hoje vence o prazo dado pelo governador Carlos Moisés (PSL) para que a categoria apresente uma resposta formal. Ontem, o presidente da associação, João Carlos Pawlick, acompanhado do diretor regional da Grande Florianópolis, Walter Teixeira, e o advogado Leonardo Borchardt, estiveram reunidos com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Julio Garcia (PSD). O grupo demonstrou preocupação com as consequências do fim das negociações para os militares.

 

 

“Estavam lá os três grandes mestres do estado, a Maçonaria defende a família, as instituições, o nosso país e tem sido chamada a ajudar neste momento difícil que o Brasil enfrenta, principalmente nas questões do Congresso Nacional, na questão das emendas impositivas de R$ 30 bilhões, valor maior que o Orçamento de Santa Catarina, e que o Congresso quer colocar na mão de um deputado.”

Deputado Maurício Eskudlark (PL), sobre a abertura do ano maçônico, na segunda-feira (02)

 

Preventivo Promotorias de Justiça da área da Saúde estão instaurando procedimentos para cobrar informações sobre a estrutura dos serviços de saúde nos municípios do interior do estado. Nesta terça, a 15ª Promotoria de Joinville, que tem atuação regional, solicitou informações às prefeituras de Joinville, Araquari, Barra Velha, Garuva, Guaramirim, Itapoá, Jaraguá do Sul, São Francisco do Sul, Balneário Barra do Sul, São João do Itaperiú, Massaranduba, Schroeder e Corupá. Na Capital, a medida também foi tomada cobrando informações sobre as estruturas do governo do Estado, do Aeroporto Hercílio Luz e da prefeitura de Florianópolis.

 

Plano de contingência E mesmo que as autoridades tenham afirmado que não há motivos para pânico, o secretário estadual da Saúde, Helton de Souza Zeferino, concede entrevista coletiva, na manhã de hoje, para apresentar o plano de contingência que foi implementado no Estado.

 

Janela partidária A partir da próxima quinta-feira (5), vereadores que pretendem disputar a reeleição ou a prefeitura de sua cidade podem mudar de partido sem sofrerem punição, na chamada janela partidária. Como esse ano não valerão mais as coligações nas proporcionais para cálculo das cadeiras, os partidos precisarão, mais do que nunca, dos chamados puxadores de votos. Nos bastidores, as negociações já estão a todo vapor. A janela se encerra em 4 de abril.

 

Mulher no comando A ADVB-SC tem a segunda mulher presidente em seus 35 anos de história. A empresária Angela Gonçalves, da Elocorporate, toma posse na maior entidade de vendas e marketing do estado, após anos atuando em empresas como Grupo Positivo e Citroen. A posse está marcada para a próxima segunda-feira (09), às 19h30min, no CentroSul, em Florianópolis.