Por: SC Portais | 12/07/2018

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) assumiu um desafio em 2010: ampliar a sua transparência e modernizar. Para alcançá-lo, a Diretoria de Comunicação da Casa se abriu para transformações na estrutura e na forma de transmitir as mensagens, adotando linguagem mais simples, ampliando o número de canais e estimulando a participação da sociedade.

Prestes a completar 50 anos, a Comunicação da Alesc é referência em comunicação pública no país. Internamente, as ações fizeram com que a área deixasse de ser vista como mera ferramenta de visibilidade para passar a ser encarada como instrumento de planejamento, tomada de decisões, operação e avaliação.

A criação do portal de notícias Agência AL, em 2012, foi o marco inicial da nova fase. Ao agrupar todos os conteúdos produzidos pelos três veículos da Casa – Agência AL, Rádio AL e TVAL -, o site alterou gradualmente a dinâmica do setor. As baias de trabalho, que antes dividiam as equipes de cada veículo, saíram de cena, dando origem a uma redação integrada, ambiente propício para a inovação. Simultaneamente, a produção de notícias para consumo direto dos cidadãos – apuradas por critérios jornalísticos – foi se separando da atividade de assessoria de imprensa, responsabilidade hoje de uma equipe que está fisicamente fora da redação, na Sala de Imprensa.

O ingresso nas mídias sociais começou em 2011, mas a maturidade chegou poucos anos depois, após vários testes e com a flexibilização dos conteúdos e linguagem informal. Tudo para informar e estimular a participação. E o resultado veio.

Desde 2015 a página da Assembleia no Facebook cresceu mais de 200% no número de curtidores e hoje é a maior entre todos os parlamentos estaduais do país, com 119 mil seguidores. A instituição é, ainda, pioneira no uso do WhatsApp para a divulgação de notícias. Está ainda no Instagram, no Twitter e no YouTube.

Com o sucesso nas redes e a busca por novos meios de dar acesso à informação, surgiu a estratégia de ocupação de espaços, definida pela diretora, jornalista Thamy Soligo, como “estar onde o cidadão está, no momento e na forma que ele preferir”. A partir desta estratégia e do reconhecimento da força da imprensa regional se consolidou a parceria entre o poder Legislativo estadual e os veículos com sede fora da Capital, por meio de ações com potencial de alcançar todos os catarinenses.

 

Tecnologia O Sebrae realiza nesta quinta (12) e sexta-feira (13) a primeira edição do Startup Summit, evento nacional voltado para startups. Durante dois dias serão mais de 100 palestras, divididas em seis palcos. Em Santa Catarina, o ecossistema de tecnologia representa 5% do PIB. Florianópolis possui a maior densidade de startups do país e é reconhecida como uma das principais cidades para se empreender no Brasil. O Startup Summit nasceu da vontade de criar mais conexões para o ecossistema catarinense e agora, com uma dimensão nacional, se consolida como um dos principais ecossistemas de startups do país. Mais de 2.500 pessoas são esperadas no evento, que será realizado no Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, na Capital.

 

Eleição A Convenção Estadual do PSD foi marcada para o dia 21 de julho na Assembleia Legislativa. Os delegados começam a ser convidados para o encontro partidário que definirá os candidatos ao Governo, Vice, Senado, Câmara Federal e Assembleia Legislativa. O PSD será o primeiro partido a definir as candidaturas.

 

Aumento A partir do dia 22/08, a conta de luz dos catarinenses vai ficar mais cara. Nesta data, entra em vigor o reajuste anual da Celesc. A alta deve ficar entre 10% e 13%, segundo análise da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Todas as distribuidoras do país estão aplicando reajustes nas contas de luz e a tendência é que eles sejam altos por conta da falta de chuvas e dos encargos do setor.

 

Foto: Luis Debiasi/Agência AL