Por: SC Portais

Neste ano, o 12º Knowledge Cities World Summit (KCWS), reunião da Cúpula Mundial das Cidades do Conhecimento (tradução),  terá como tema Inovação e Sustentabilidade na Era do Conhecimento. Segundo a coordenadora do evento e presidente da Câmara de Tecnologia e Inovação da Fecomércio-SC, Jamile Sabatini Marques, esta era traz a necessidade da inovação de forma sustentável, com desenvolvimento econômico, social e proteção do meio ambiente, seguindo o conceito da ONU.

Pela primeira vez o KCWS será realizado no Brasil. Esta edição vai reunir, no Hotel SESC Cacupé, em Florianópolis, entre os dias 4 e 7 de novembro, governo, Academia, sociedade e empresários para debaterem como melhorar o dia a dia das pessoas e apresentar soluções para problemas históricos dos municípios, como inclusão social, mobilidade. “Uma oportunidade para quem pensa, administra ou estuda as cidades”, indica Jamile. Florianópolis foi a cidade escolhida por estar entre as cinco mais inteligentes do Brasil, de acordo com o ranking do Connected Smart Cities 2018.

Ela afirma que o princípio da cidade inteligente está no uso da tecnologia como meio de melhorar a qualidade de vida dos moradores. E aponta que, ainda mais no caso de Santa Catarina, as cidades têm culturas e riquezas diferentes, que precisam ser respeitadas. “Qual é o capital social e cultural desta ou daquela região? Quanto a cidade se desenvolve a partir daquele capital?”, explica. O KCWS é promovido pela Fecomércio-SC com a correalização do Sebrae-SC. Mais informações e inscrições pelo endereço kcws2019.com.br

 

Ainda dá tempo!

Foto: Celesc

 

O Projeto Bônus Eficiente 2019, da Celesc, que concede desconto de 50% na substituição de eletrodomésticos antigos por equipamentos novos com Selo Procel, já comercializou mais de 10 mil geladeiras, freezers e aparelhos de ar-condicionado, do total de 16 mil peças, desde segunda-feira (14), começo das vendas da sexta edição. No início da tarde desta sexta-feira (18), a companhia registrava a venda de 99,5% dos freezers disponibilizados, 70% dos refrigeradores e 60% dos aparelhos de ar condicionado, percentuais equivalentes a R$ 12 milhões em bônus concedidos. A cada equipamento vendido, também são arrecadados R$ 50,00 para entidades sociais. O valor total dessas doações já chega a R$ 509,5 mil, para uma expectativa de R$ 800 mil. Desde a primeira edição, em 2013, já foram trocados 190 produtos e distribuídas 577 mil lâmpadas de led, gerando economia de 7 mil megawatts-hora por ano.

 

De olho em 2020 Neste final de semana, o MDB catarinense realiza convenções municipais em pelo menos 280 das 295 cidades do estado. O objetivo é renovar os diretórios do partido com vistas às eleições municipais de 2020. “É um importante passo. Os novos ‘diretorianos’ serão fundamentais para chegarmos unidos, organizados e mobilizados às eleições”, disse o presidente estadual da sigla, deputado federal Celso Maldaner. O partido ainda prevê a realização de mais um encontro de prefeitos, desta vez em Porto Belo e com data a ser definida, e a posse de integrantes das coordenadorias regionais. A meta para o ano que vem é eleger 120 prefeitos, 90 vice-prefeitos e mil vereadores.

 

Atividade no Sul PSD de Santa Catarina parece estar em ritmo de campanha pela quantidade de reuniões e filiações de nomes importantes. Neste fim de semana, lideranças da sigla visitam Tubarão e Criciúma.
Em caravana pelo estado, o grupo mostra um cenário bem diferente pós-eleições 2018, com mudanças perceptíveis sob o comando do deputado estadual e empresário Milton Hobus. Além da união de lideranças, bem diferente do ano passado, outra destaque é a oportunidade de todos os presentes no evento falarem um pouco ou, pelo menos, se apresentarem.  A situação tem agradado filiados.
Além de Hobus, estarão nas principais cidades do Sul do Estado, neste fim de semana, o presidente da Assembleia Legislativa, Júlio Garcia, o ex-governador Raimundo Colombo, o deputado federal Ricardo Guidi e o ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, recém-filiado.

 

Frente de esquerda Dirigentes do PCdoB, PT, PSOL e PDT tiveram encontro,  nesta sexta-feira (18), em um hotel de Florianópolis. Falaram sobre a formação de uma frente de esquerda na cidade para as eleições do ano que vem. Ciro Gomes, do PDT, analisou o momento do país – “dos mais difíceis pelos quais já passei” – e disse que é preciso conter o que chamou de “ímpeto de entreguismo e de fascismo”. Ao mesmo tempo, admitiu que está difícil um entendimento do campo de esquerda em âmbito nacional e afirmou que o exemplo de Florianópolis, que está sendo construído há mais de um ano, pode ser inspirador.