Por: SC Portais

 A tentativa de quatro deputados estaduais de plantarem emendas criando gratificações para várias categorias de servidores públicos estaduais, relatada na edição de terça-feira (13) da Coluna Pelo Estado, foi rechaçada pelo governador Raimundo Colombo, ontem, durante encontro com jornalistas. “Se passar, eu veto”, avisou, reclamando da falta de sensibilidade. “O momento não permite aumento de gastos e os deputados não podem legislar sobre isso.” Em nota oficial distribuída à tarde, o secretário de Estado da Casa Civil, Nelson Serpa, reforçou a posição do governo, contrária às emendas, igualmente afirmando que “não há espaço para aumento da despesa com a folha de pagamento do Poder Executivo”. O texto ainda avisa: “Caso aprovadas, as emendas serão vetadas. Se derrubados
os vetos, o Executivo catarinense arguirá a inconstitucionalidade”. No palco principal do embate, a Assembleia Legislativa, vários projetos foram analisados, debatidos, votados, e aprovados ou não. Mas, especificamente o Projeto de Lei Complementar (PLC 40/2017), que recebeu as tais emendas, mesmo aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Legislativo, deve ser apreciado em Plenário só no ano que vem.
Segurança reforçada 
 A exemplo do que ocorreu no final de novembro com a Polícia Civil, com o ingresso de 138 agentes e 57 delegados, até sexta-feira (15) a Polícia Militar (PMSC) terá o reforço de mais 918 praças. A primeira formatura, de 404 PMs, aconteceu ontem pela manhã, em Florianópolis, com a presença do governador Colombo, do vice Eduardo Moreira,
do secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, e dos comandantes da PMSC, coronel Paulo Henrique Hemm, e do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Onir Mocellin. Os novos militares serão distribuídos por 12 regiões. O maior número, de 192 praças, foi destinado para a Grande Florianópolis, somados Florianópolis e São José. Na sequência estão as regiões de Balneário Camboriú (105) e Joinville (97). A região que receberá o menor número de novos policiais, 22, é a de São Miguel d’Oeste. Para Colombo, o frequente investimento na área tem trazido bons resultados, que aparecem no aumento do número de apreensões de drogas e em detenções. Também ontem, só que à noite, a solenidade de formatura foi em Joinville. Entre hoje e sexta acontecerão em Blumenau, Chapecó, Lages, Canoinhas, Criciúma, Araranguá e Herval d’Oeste. Nos dois mandatos de Colombo foram feitos 22 concursos para diferentes áreas da Segurança Pública, preenchendo mais de 9 mil vagas. As provas para mais um concurso da Civil acontecem no próximo final de semana e o governador anunciou mais uma seleção para a Militar em 2018.
Jaqueline Noceti/Secom
“O Ministério Público sabe que deve corresponder às expectativas da sociedade, agir com responsabilidade e bem aplicar os recursos advindos dos esforços de todos os cidadãos.”
Trecho do artigo “O Ministério Público e a sociedade catarinense”, assinado pelo Procurador-Geral de Justiça do MPSC, Sandro José Neis. Hoje, 14 de dezembro, é Dia Nacional do Ministério Público
Na conversa com a imprensa, ontem, na Casa D’Agronômica, Colombo fez uma espécie de retrospectiva de 2017 e de seu governo, destacando todas as ações que garantiram um melhor comportamento do estado diante da crise que abalou o país. Ele confirmou que é pré-candidato ao Senado, mas não quis projetar alianças partidárias. “É cedo para isso.”
Renúncia Mesmo jogando a renúncia para abril de 2018, o governador disse que o processo de transição já está em andamento e que todas as decisões estão sendo tomadas em comum acordo com o vice Eduardo Moreira. “É natural. E tem que ser assim pelo bem do Estado.”
 
Pressão Também em nota distribuída à imprensa, o PMDB-SC anunciou que vai pressionar pela renúncia da cúpula nacional da sigla, na convenção marcada para o dia 19. É inegável que o PMDB catarinense influencia outros diretórios estaduais, a exemplo do que ocorreu para a saída do partido do governo Dilma Rousseff. Entretanto, os que pretendem derrubar têm bases fortes. E anseios mais fortes ainda. De qualquer forma, sete outros diretórios
estaduais já ingressaram no movimento pró -renúncia – RS, PR, PE, AM, SE, GO e PI.
 
FarmaSesi é a nova marca da rede de farmácias do SESI que será lançada nesta sexta-feira. O novo posicionamento reforça que os resultados obtidos com a operação da rede são revertidos para a comunidade em forma de ações de educação e saúde. O reposicionamento da rede, que se inicia cobrindo 32 das 76 unidades das farmácias do SESI no Estado, deve ser concluído logo no primeiro semestre de 2018.