Por: Coluna Pelo Estado

A Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica) vai solicitar aos municípios catarinenses para que sejam apuradas possíveis aplicações de doses das vacinas AstraZeneca/Fiocruz, Sinovac/Butantan e Janssen em adolescentes de 12 a 17 anos, conforme informação divulgada pelo Ministério da Saúde. Apenas o imunizante da Pfizer foi testado e aprovado para ser aplicado nesta faixa etária. Possíveis inconsistências levaram o ministério a recomendar a suspensão da aplicação de doses para jovens dessa faixa etária, sem comorbidades. A Secretaria de Saúde de Santa Catarina esclareceu que os dados de vacinação já estão sendo levantados pela Dive. Caso tenha ocorrido erro de registro, os municípios devem fazer a correção no sistema; já no caso de doses aplicadas indevidamente, devem realizar o registro desta aplicação no sistema do ministério como Erro de Imunização, e realizar o acompanhamento desses adolescentes. Sintomas indesejáveis entre outros eventos inesperados após a vacinação devem ser notificados e investigados. Notificar e investigar eventos adversos pós-vacinação é norma do PNI (Programa Nacional de Imunizações).

Em reunião extraordinária da CIB  (Comissão Intergestores Bipartite), o colegiado estadual que define os rumos da campanha de imunização, ficou decidido que a vacinação para este grupo será mantida, priorizando os portadores de comorbidades, deficiência permanentes, gestantes, puérperas, lactantes e sob medidas sócio educativas. Para isso, deverá ser utilizada a vacina da Pfizer, único autorizado pela Anvisa  (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A decisão foi baseada em posicionamento da  OMS (Organização Mundial da Saúde), tendo em vista que testes demonstraram alta eficácia e boa segurança .

Os membros da CIB também decidiram elaborar um documento solicitando apoio do Conass  (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e Conasms (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde) para que o ministério reconsidere a recomendação de suspensão da vacinação em adolescentes.

 

Chuvas ficaram abaixo da média esperada para primeira quinzena de setembro | Foto Divulgação/Secom

Estiagem

Apesar das chuvas volumosas em algumas regiões de SC, a primeira quinzena de setembro foi abaixo do esperado. Historicamente, a média fica entre 175 e 200 mm na metade Oeste e 125 a 175 mm no Leste. No entanto, segundo dados do Boletim Hidrológico Integrado, divulgado quinta-feira (16), do Oeste ao Litoral Sul, os volumes registrados na primeira quinzena de setembro variaram de 60 a 100 mm, com acumulados pontuais que superaram 125 mm. Já na região Nordeste do estado, os volumes registrados foram abaixo dos 40 mm.

 

Máscaras

A Procuradora-Geral de Contas de Santa Catarina, Cibelly Farias, representou junto ao TCE/SC pedido de imediata suspensão do contrato de fornecimento de máscaras. A SED (Secretaria da Educação) comprou 21.163.100 unidades de máscaras descartáveis no valor total de R$ 4.761.697,50. Segundo apurou o MPC/SC, as máscaras não atendem às normas técnicas e à exigência do edital. O Estado desembolsou R$ 3.564.013,49 até o momento. O TCE/SC negou a suspensão imediata do contrato, mas determinou que a SED esclareça os fatos em até 60 dias. A SED informou que responderá oficialmente aos questionamentos no prazo determinado e que o processo realizado em 2020 passou por todos os procedimentos licitatórios legais.

 

Frigoríficos

Trinta representantes de pequenos frigoríficos catarinenses participam nesta segunda-feira (20), de uma reunião Alesc com o secretário da Fazenda, Paulo Eli, para discutir a legislação tributária, liberação de licenças ambientais e inspeção para os estabelecimentos de suínos, bovinos, ovinos, caprinos e laticínios do Estado. O deputado Marcos Vieira (PSDB), presidente da Comissão de Finanças e Tributação, organiza o  encontro. Ele explica que eles buscam um tratamento tributário diferenciado para poderem continuar a competir no mercado.

 

MDB e as mulheres

O MDB promove nesta segunda-feira (20) encontro de prefeitas, vice-prefeitas, vereadoras e lideranças de todo o estado com foco nas eleições de 2022. Intitulado “Capacitar para Transformar: somos transformação”, o evento organizado pelo MDB Mulher, em parceria com a Fundação Ulysses Guimarães, será em Florianópolis e contará com os pré-candidatos ao governo, o deputado federal Celso Maldaner, senador Dário Berger e o prefeito de Jaraguá do Sul, Antidio Lunelli. A presidente do MDB Mulher, Dirce Heiderscheidt e o presidente da FUG, Valdir Cobalchini conduzirão os trabalhos.

 

Ewaldo Willerding