Por: Coluna Pelo Estado

A assustadora informação de que mais de 228  pessoas estão à espera de um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) obrigou o governo de SC a pedir a transferência de pacientes para outros estados. O que aconteceu em janeiro, quando 11 vítimas da Covid-19 deixaram Manaus e desembarcaram em Florianópolis, inverteu a mão com a remoção de até 16 infectados saindo daqui rumo ao Espírito Santo. Para o secretário da Saúde André Motta Ribeiro, a ação é prioritária. “Nossa prioridade neste momento é salvar vidas”.

O transporte será feito de Chapecó, mas há que se fazer uma avaliação das condições clínicas dos pacientes. Eles serão encaminhados para o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, no município de Serra, região metropolitana de Vitória. A mesma unidade já recebeu 30 pacientes de Rondônia e 36 do Amazonas.

Santa Catarina atingiu a taxa de 94,44% de ocupação de leitos de UTI adultos nesta terça-feira (2), conforme dados do próprio governo estadual. O problema não é pequeno. Na Grande Florianópolis, a marca é de 100%; Meio Oeste e Serra Catarinense, 99,38%; Planalto Norte e Nordeste, 98,02%; Vale do Itajaí, 98,01%; Sul, 96,30%; Grande Oeste, 95,90% e Foz do Rio Itajaí, 91,85%.

O esforço para abertura é intenso. Só nesta semana, foram pactuados mais 20 novos espaços no Hospital Regional do Oeste. Mais 10 foram garantidos para o no Hospital Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, de Gaspar. O governador Carlos Moisés anunciou edital para a cotação de diárias de leitos na rede privada e, segundo a secretaria da Saúde, outros 118 leitos estão desativados em várias unidades pelo estado– só na região de Blumenau são mais de 50. Ainda de acordo com a SES, todos com garantia de custeio. Falta só a ação dos gestores locais. Pelo visto, falta  mais: a conscientização de que estamos em guerra!

 

Dose da Sputnik podem chegar este mês | Foto Agência Brasil

 

Sputnik V

O governador Carlos Moisés, ao lado de representantes de outros 17 estados e do DF visitaram, nesta terça-feira , as instalações da farmacêutica União Química, no Distrito Federal. A empresa é responsável pela produção do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) da vacina russa. De acordo com a Agência Brasil, técnicos do Ministério da Saúde que acompanharam a visita afirmaram que estão com o contrato da Sputnik V em mãos. Se autorizado, 10 milhões de doses prometidas para março chegarão prontas da Rússia para atender ao Programa Nacional de Imunização. A conferir.

Recomeça

A MP que possibilita empréstimos a juros zero para empresas que foram atingidas por desastres naturais avançou na Alesc nesta terça-feira. Com o nome de Recomeça, o programa foi aprovado por unanimidade na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e vai beneficiar, primeiramente, empreendedores do Alto Vale do Itajaí cujos municípios decretaram calamidade pública. Os juros serão bancados pelo Badesc, e as empresas terão um período de carência para começar a pagar. Mais de 150 negócios de Rio do Sul, Presidente Getúlio e Ibirama serão contemplados com R$ 20 milhões. “É preciso agir rápido para que as empresas recomecem, segurando os empregos e a renda dos trabalhadores”, alerta o relator da proposta, o deputado estadual Milton Hobus (PSD).

Epagri

O secretário estadual da Agricultura, Altair Silva (PP), realizou nesta terça-feira a entrega de 70 automóveis para ações de extensão rural e de pesquisa agropecuária, num investimento de mais de R$ 3,5 milhões da Epagri. “A garante resultados importantes em tempos de dificuldades causadas pela pandemia”, afirma Altair. Além da presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, participaram da cerimônia deputados estaduais e servidores. Juliano Chiodelli representou o governador.

Violência

A violência contra a mulher em Santa Catarina assusta e preocupa. Um dos instrumentos que podem minimizar essa situação tomou forma através do projeto de lei 0018/2021, denominado “Capacitando Quem Acolhe”, protocolado em fevereiro deste ano, pela deputada Paulinha, que pretende criar o programa de capacitação de agentes comunitárias de saúde para realização de acolhimento a vítimas de violência doméstica em SC. “É um dever do Estado enfrentar todas as formas de violência contra as mulheres”, diz a parlamentar.

Ewaldo Willerding