Por: Fábio Bispo e Nícolas Horácio/Coluna Pelo Estado | 19/06/2020

O maior hospital público da região de Itajaí ativou, nesta quinta-feira, 18, mais 20 leitos de UTI para pacientes com covid-19. Com a ampliação, o Hospital Marieta Konder Bornhausen passa a contar com 50 leitos para o tratamento da doença.

A região do Vale do Itajaí, até pela sua pequena territorialidade, é uma das que mais tem registrado infectados, seguida do Oeste.

A ajuda vem em boa hora, já que a unidade chegou a ter ocupação máxima. O último boletim da prefeitura de Itajaí apontou que a UTI, já ampliada, está com cerca de 73% da capacidade ocupada.

A ativação dos leitos ocorreu durante visita do governador Carlos Moisés (PSL) à unidade, acompanhado do secretário de Saúde, André Motta Ribeiro, e  do prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni.

Mais cedo, pela manhã, o governador esteve na linha de produção da WEG, em Jaraguá do Sul, empresa que já entregou 270 ventiladores mecânicos ao Estado para ampliar o atendimento aos pacientes de covid-19.

A estratégia do governo de entregar aos catarinenses o bem mais precioso que a pandemia demanda no momento, os respiradores, pode até soar como uma tentativa de melhorar a imagem de Moisés, que ficou arranhada após as negociações frustradas justamente para a compra desses equipamentos.

Respiradores da WEG

Fotos: RicardoWolffenbuttel/ Secom

“Fico muito feliz de estar aqui, vocês são a demonstração do que Santa Catarina tem de melhor: sua gente. Aqui podemos perceber o valor do catarinense, o trabalho de superação das pessoas. A empresa se reinventou e mostrou para todos que é possível fazer diferente”, Carlos Moisés, em visita à fábrica da WEG.

Governador Moisés concentra esforços na entrega de equipamentos após compras frustradas 

Confira a versão impressa da coluna:  19062020

Na carne. O primeiro projeto apresentado pela Assembleia Legislativa para reduzir gastos dos gabinetes e investir os recursos no combate à pandemia foi do deputado Coronel Mocellin (PSL). No entanto, a proposta, que corta em 85% o uso da verba de gabinete até o fim do ano, empacou. O projeto foi encaminhado no início de abril, mas até agora nada. Mocellin, que é hoje um dos deputados mais econômicos do parlamento, ainda espera que a proposta avance.

Gastão. A atuação do advogado catarinense Cláudio Gastão da Rosa Filho, o Gastãozinho, na defesa da youtuber Sara Winter durou pouco. A militante que foi presa pela PF no inquérito das ameaças a autoridades. Gastãozinho reclamou da atuação de muitos defensores no processo e falta de espaço para criar estratégia de defesa.

Brasil exposto. A pandemia está expondo ainda mais o Brasil que muitos fingem não ver. São quase 80 milhões de pessoas que vivem com renda per capita mensal de até R$ 530. É quase duas vezes a população da Espanha com renda bem abaixo de um salário mínimo. O alerta é do deputado Padre Pedro (PT), que cobra iniciativa para uma tributação mais justa daqueles que ganham mais no país.

Inverno. O inverno começa oficialmente no dia 20 de junho, às 18h44min. Com um outono marcado por temperaturas baixas, geada e frequente atuação de massas de frio, os primeiros dias do inverno terão temperaturas mais altas, na casas dos 30 ºC nos próximos dias no Oeste. A notícia ruim é a falta de chuva, que volta a ficar escassa neste primeiro mês da estação. Segundo Epagri, chuva só deve ocorrer de fato entre os dias 25 e 27 de junho.

Pulga atrás da orelha. A deputada Ada de Luca (MDB) está grilada com a informação do governo catarinense de que os R$ 300 milhões da dívida com a União, suspensa pelo STF, não está no caixa do governo.“Não me dei por satisfeita. Fui olhar o processo. Na ação no STF, o governo prometeu uma lista de ações contra o coronavírus, agora diz que não tem dinheiro”, criticou a deputada.