Por: Coluna Pelo Estado

Na próxima segunda-feira (1), os deputados estaduais voltarão ao Plenário Deputado Osni Régis para eleger, ao que tudo indica, Mauro de Nadal (MDB) como novo presidente da Assembleia Legislativa de SC. A sessão não deverá ter a presença em plenário do atual comandante da Casa,  Julio Garcia (PSD), que segue em prisão domiciliar.

Na semana passada, os deputados, em sessão extraordinária, revogaram o primeiro pedido de detenção decretado pela juíza federal substituta, Janaina Cassol Machado, no âmbito da Operação Alcatraz – que investiga irregularidades em contratos públicos e que teria a participação de Garcia. No mesmo dia, a magistrada emitiu outra decretação de prisão preventiva, também no bojo da mesma investigação. Não houve desde então outra sessão corporativa que mudasse a situação jurídica do atual presidente da Casa.

Esta semana, a Mesa Diretora protocolou uma Reclamação no Supremo Tribunal Federal contra a juíza da 1ª Vara Federal da Capital. A alegação é de que, ao decretar as duas prisões, a magistrada desrespeitou decisões anteriores do próprio STF. O recurso está nas mãos do presidente do Supremo, ministro Luiz Fux.

Independentemente do recurso, o fato é que a eleição da Alesc se encaminha para vitória do MDB. Nadal é o franco favorito, mas não deve ficar os dois anos no cargo. Um arranjo interno dentro do MDB vai abrir espaço para que Moacir Sopelsa ocupe a cadeira em 2022. Sopelsa, inclusive, esboçou partir para uma disputa interna, mas os caciques emedebistas entraram em ação e costuraram o acerto, não previsto no Regimento Interno, mas que será respeitado em acordo de cavalheiros – comum nos parlamentos. O fato é que a eleição é aberta e nominal. Fica a expectativa para ver como será encaminhada a sucessão de Garcia. Afinal, eleição é eleição.

 

Saúde

Boa a decisão tomada em conjunto entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e gestores municipais de priorizar a vacinação de todos os profissionais de saúde, incluindo os que atuam no Atendimento Pré-Hospital (APH) Móvel e aqueles que trabalham em coleta e diagnóstico laboratorial de Covid-19. A deliberação foi assinada pelo secretário de Estado da André Motta Ribeiro e pelo presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (COSEMS), Alexandre Fagundes.

 

Integração

A abertura de empresas em São José pode ficar mais ágil em breve. O prefeito Orvino Coelho de Ávila e o presidente da Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), Gilson Lucas Bugs, trataram de uma parceria para integração dos sistemas e dados da Junta e da prefeitura. O encontro, que contou com a presença de técnicos do órgão estadual, foi intermediado pelo secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Marcelo Fett, que tem como uma das metas à frente da pasta, a melhoria do ambiente de negócios da quarta maior cidade de Santa Catarina. A iniciativa é uma das ações do plano de recuperação econômica que Fett está finalizando e irá apresentar em fevereiro.

 

Fecam

O Colegiado de Desenvolvimento Econômico da Fecam realizará reunião virtual nesta quinta-feira (28), das 10 às 11 horas, a primeira do ano com participações institucionais de representantes dos governos estadual e federal e entrega de diagnósticos socioeconômicos para as 295 prefeituras catarinenses. No espaço de apresentação de parceiros, o Sebrae/SC falará sobre o programa Cidade Empreendedora com informações sobre como pode ser executado nas prefeituras catarinenses.

Vagas em TI

O setor de tecnologia foi o que mais registrou aumento no número de vagas abertas ao longo de 2020. A GeekHunter, plataforma especializada na contratação de profissionais de tecnologia com sede em Florianópolis, observou um crescimento de 310% em novas oportunidades de trabalho desde o início do ano. Já as vagas preenchidas dobraram entre 2019 e 2020, o que vai na contramão dos dados sobre o desemprego no Brasil, que passa dos 14 milhões de pessoas. Os números mostram que o mercado de tecnologia está aquecido.

Ewaldo Willerding