Por: Coluna Pelo Estado

Hotéis com 100% de capacidade, praias liberadas, parques aquáticos, cinemas, teatros e museus. Para fechar, não poderiam faltar as festas. Esse será o tom do decreto que o governador Carlos Moisés (PSL) deve publicar nesta sexta-feira, 18, com as novas regras de funcionamento dos estabelecimentos.

A medida só é necessária porque 14 das 16 regiões estão em nível de alerta gravíssimo para o coronavírus e com as regras atuais a maioria desses setores não poderia estar funcionando.

Ainda não se sabe todos detalhes do decreto, mas o que a Casa Civil divulgou é que parques aquáticos poderão funcionar com 50% da capacidade mesmo no nível de alerta gravíssimo e instâncias termais com 30%. Os hotéis, como já foi noticiado, poderão ter 100% da capacidade ocupada independente da matriz de risco.

O anúncio de Moisés agrada deputados e setores econômicos, e gasnha respaldo no público que está de saco cheio de ficar em casa. Mas segue desagradando parte da equipe técnica, que aponta para risco de colapso no sistema de Saúde.

Por outro lado, parece bastante improvável que o governo conseguisse aumentar as restrições, isso por vários motivos, e um deles é que quem ficou parado durante o momento mais crítico do isolamento não quer voltar a amargar perdas financeiras.

É uma faca de dois gumes que os setores econômicos estão querendo pagar pra ver.

 

Chuva e mortes

Os temporais em Santa Catarina entre a noite de quarta-feira e madrugada de quinta causaram pelo menos 14 mortes. Outras 11 pessoas continuam desaparecidas. A cidade mais afetada é Presidente Getúlio, onde morreram 13 pessoas, segundo informações da Prefeitura. Ibirama também registrou uma vítima fatal. Além das mortes, a chuva deixou centenas de famílias desabrigadas no Estado.

 

Alesc devolve R$ 113 milhões

O presidente da Alesc, deputado Julio Garcia (PSD), anunciou a devolução de R$ 113 milhões aos cofres do Executivo. O valor é referente às sobras no orçamento do Legislativo. O anúncio foi feito na manhã de quinta-feira, 17, durante em uma coletiva chamada pelo deputado. Julio Garcia destacou o momento de ‘harmonia’ com o governo, aliás, bem diferente de meses atrás, quando os dois polarizaram a disputa pelo poder no estado.

 

Turismo

Na cerimônia que acontece nesta sexta-feira (18), em Balneário Camboriú, o governador Carlos Moisés além de participar do ato de liberação da Licença Ambiental de Instalação (LAI) para o início da recuperação da faixa de areia da Praia Central, também anuncia recursos para o segmento do turismo catarinense. O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) vai operacionalizar mais R$ 100 milhões para ajudar micro, pequenos e médios empresários do setor. O recurso vem via Fundo Geral de Turismo (Fungetur), do Ministério do Turismo.

 

Monopólio

O deputado Coronel Mocellin (PSL) aprovou dois projetos de lei que combatem o monopólio. A ideia é permitir que mais empresas possam operar nas linhas no transporte público com a redução das exigências para renovação do registro de empresas de transporte rodoviário intermunicipal, aumentando a concorrência. No segundo projeto, busca garantir a livre concorrência entre as empresas habilitadas para realizar o transporte funerário intermunicipal, independente do município em que estejam estabelecidas.