Por: Coluna Pelo Estado

O anúncio do prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni (MDB), de que a cidade vai implantar a ozonioterapia via retal em pacientes da covid-19 foi o assunto do dia em Santa Catarina, nas redes sociais e nas páginas internacionais sobre o Brasil. Estadão, UOL, Guardian, só para citar alguns, noticiaram o fato com destaque.

No primeiro momento, a classe médica catarinense chegou a dizer que acreditava se tratar de uma piada, principalmente pela forma de aplicação anunciada pelo prefeito: “É uma aplicação simples, rápida, de dois minutos, com um cateter fininho e isso dá um resultado excelente”, disse na live no seu Facebook na noite de segunda-feira.

Na verdade, o município será o primeiro no país a adotar o protocolo da Associação Brasileira de Ozonioterapia em pacientes com covid-19. Apesar de o procedimento ter sido aceito pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), vinculada ao Ministério da Saúde, a prática não é autorizada pelo Conselho Federal de Medicina, salvo em caráter experimental. Nesse caso, os pacientes têm que ter ciência de que estarão se submetendo a um experimento, e que a adesão é voluntária e precisa ser formalizada.

O presidente da Associação Catarinense de Medicina, Ademar Paes, disse ver com preocupação um tratamento experimental ser anunciado como foi para ser realizado fora de centros de pesquisas. O mesmo foi alertado pelo Conselho Regional de Medicina e também pedido pelo Ministério Público. A prefeitura emitiu uma nota e confirmou que o tratamento será realizado em caráter experimental.
O município tem 105 mortes, segundo em número de mortes no estado, e já implantou outros tratamentos sem eficácia científica comprovada, como a distribuição de mais de 1,7 milhão de doses de ivermectina e cânfora.
Já a Associação Brasileira de Ozonioterapia diz que há uma resistência desproporcional do Conselho Federal de Medicina sobre o tratamento e que o início do experimento em Itajaí poderá atestar os bons resultados da ozonioterapia.
Agora é aguardar pra saber se o experimento de fato será realizado e qual será a taxa de amostragem para que o procedimento possa ser analisado para fins científicos.
:. Leia o PDF da Coluna Pelo Estado desta quarta-feira, 5 de agosto

BRDE


O BRDE está disponibilizando 95% dos recursos para execução de duas importantes obras viárias em Rio do Sul. Os recursos são do programa BRDE Municípios, com recursos do FGTS, e foram oficializados nesta segunda-feira (3). Em 2019 o Programa BRDE Municípios beneficiou mais de 20 cidades catarinenses com a liberação de R$ 85,9 milhões

Desemprego no Sul

No comparativo entre a média de empregos entre os anos de 2020 e 2019, o extremo sul manteve uma média semelhante a do estado, com um percentual estável. A região teve um decréscimo de menos 1.039 empregos, uma queda de – 2,82%. Santa Catarina perdeu no mesmo período 53.592 empregos em um percentual de -2,58%. Destaque para Turvo que cresceu + 1,13%, Morro Grande + 2,80% e Ermo foi líder em crescimento com + 9,23%. Sombrio que perdeu 698 empregos (percentual de – 10,97%).

Comissão de Impeachment

As lideranças dos partidos e blocos têm cinco sessões para indicar os membros da comissão de impeachment do governador Moisés, da vice Daniela Reinehr e do secretário Tasca.

Economia em alta

A indústria brasileira registrou crescimento recorde  em julho, diante da forte alta de novas encomendas depois da reabertura econômica. O PMI de indústria do Brasil apurado pelo IHS Markit saltou a 58,2 em julho, de 51,6 em junho, acima da marca de 50 (que separa crescimento de contração).
Coluna Pelo Estado, por Fábio Bispo e Nícolas Horácio