Por: Coluna Pelo Estado

Tudo que Santa Catarina não precisava neste momento era de uma crise institucional justamente na área que tem sido mais demandada em tempos de pandemia. No entanto, o afastamento do secretário Helton Zeferino acabou sendo inevitável diante da falta de respostas sobre a compra dos 200 respiradores. Helton aprovou todo o processo, mas deixou o cargo sem dar uma resposta pública.

Enquanto isso, a pandemia avança no país, e Santa Catarina não é poupada deste processo. Em Blumenau, o número de infectados cresceu 200% em menos de 15 dias. A quantidade de estes aplicados aqui no estado também estão abaixo do índice nacional. E apesar de na média o estado ter um índice baixo de ocupação de leitos de UTI para covid-19, na casa dos 15%, na Capital esse volume já oscila na casa dos 40%.

Para completar, os 200 respiradores ainda não chegaram ao estado e após a exoneração do secretário não se tem mais falado sobre expectativas de que cheguem.

Enquanto isso, na questão criminal, a Polícia Civil começou a colher depoimentos das pessoas envolvidas no caso. Outro inquérito foi aberto no âmbito do MPSC, agora na Procuradoria-Geral e na Alesc o processo para instalação da CPI avança a passos largos.

Conforme o Regimento Interno da Alesc, a investigação ficará a cargo de nove deputados. A divisão das vagas entre os partidos e blocos leva em conta o tamanho de cada um. Quanto maior o número de cadeiras de um partido e de um bloco na Assembleia, mais vagas ele terá direito na CPI.

Com isso, o MDB, o bloco formado por PL e PSL, o bloco composto por PP, PSD, Republicanos e PV, além do bloco PSD-PDT-PSDB-PSC, terão direito a duas vagas na CPI, cada. O PT ficará com uma vaga.

Tainha

O Governo de SC publicou portaria com as medidas de prevenção ao coronavírus para a pesca de arrasto de praia durante a safra da tainha,  A tradicional pesca iniciou em 1ª de maio. Entre as exigências está o uso de máscaras por todos os envolvidos na pesca, além da restrição na quantidade de pessoas que podem permanecer na praia e nos barcos.

“Alesc não poderia se furtar a fiscalizar, que é o seu papel, o que será feito também pelo Ministério Público, Tribunal de Contas e Poder Judiciário”, Júlio Garcia (PSD), presidente da Alesc.

Não cola.  Após o anúncio da demissão do secretário de Saúde de SC ser anunciada, o deputado Marcos Vieira (PSDB), que preside Comissão Especial da Alesc, emitiu uma nota divulgando que a ação do governo se deu após a comissão identificar irregularidades e “perceber os graves erros do processo, entre eles, o pagamento antecipado do produto”. Todos em SC sabem que o caso só se tornou conhecido por causa da reportagem do The Intercept que detalhou tudo isso e mais um pouco.

Transporte coletivo  O governador Carlos Moisés (PSL) prorrogou por tempo indeterminado a proibição da circulação do transporte coletivo, das aulas presenciais e dos eventos, inclusive os esportivos.

Demissões.  A pandemia do novo coronavírus deve deixar 10 mil trabalhadores do setor têxtil desempregados no Vale do Itajaí. Quem faz o alerta é o Sindicato das Indústrias de Fiação, Tecelagem e do Vestuário de Blumenau (Sintex). Segundo a entidade, aproximadamente 6 mil foram desligados e novas rescições devem ocorrer nos próximos meses.

127 municípios catarinenses já sofrem com a estiagem em SC, mais de 40% do estado. Pelo menos 46 prefeituras já enviaram pedido para decretar situação de emergência. Os dados são da Epagri.

Link para a coluna diagramada:

02052020

 Jornalistas
Coordenação: Andréa Leonora
Conteúdo e redes sociais: Fábio Bispo e Eliane Ramos