Por: Coluna Pelo Estado

A CPI dos Respiradores, instalada pela Alesc, já tem data marcada para a primeira reunião. O encontro será na próxima terça-feira, 12, às 17h, no Auditório Antonieta de Barros. E uma das primeiras deliberações do grupo será decidir pelo pedido de acareação entre o secretário da Casa Civil, Douglas Borba, o ex-secretário de Saúde Helton Zeferino e a servidora Marcia Pauli. O pedido é do deputado João Amin (PP) e pretende esclarecer quem está mentindo na guerra de versões sobre o conturbado processo de compra dos 200 respiradores por parte da Secretaria de Saúde.

Zeferino e Márcia dizem que Borba interferiu no processo, mas em nenhuma das suas declarações apontam onde estão as provas. Borba nega qualquer participação. O assunto novamente cria um mal estar na administração em torno da Casa Civil e rendeu uma manifestação da vice-governadora pedindo exonerações.

O caso a cada dia ganham um novo capítulo. Nesta quinta, a Justiça pediu bloqueio de bens do ex-secretário Zeferino. A Veigamed, empresa que recebeu antecipado pelos respiradores, mas que não entregou no prazo, fez uma nova promessa de entrega dos equipamentos. A previsão agora é de que cheguem da China no dia 9.

O processo político na Alesc promete ser quente e vai demandar fôlego dos deputados e do governo diante do show de horrores que se tornou essa compra. Enquanto isso, os números do coronavírus no estado só aumentam. E o mais importante ainda continua sendo: cadê os respiradores?

Frio

Os termômetros devem despencar em todas as regiões do estado a partir desta sexta, 8. Áreas mais altas do Estado poderão contar com mínimas de -5°C. Segundo a Epagri/Ciram, o fenômeno da geada deve ocorrer nas regiões do Planalto Norte, Planalto Sul, Meio Oeste, Oeste e Extremo Oeste.
VOLTA ÀS AULAS O deputado Coronel Mocellin está cobrando do Governo do Estado um plano sanitário para o retorno das aulas práticas em universidades e faculdades. Segundo ele, a ideia é tentar amenizar o atraso acadêmico dos estudantes, que já estão sendo prejudicados com a paralisação das aulas em função da pandemia. Algumas instituições já adotaram o ensino à distância para os conteúdos teóricos.
GNV Em projeção para o segundo semestre do ano, com o reajuste ordinário previsto para 1° de julho, a SCGÁS indica uma queda significativa na tarifa do Gás Natural, o GNV, que pode chegar a 28% e tende a refletir na tarifa cobrada nos postos de Santa Catarina. A queda é um dos efeitos da redução no valor do petróleo (Brent) no mercado internacional e da negociação do novo contrato de suprimento de gás celebrado em março.
 FARMÁCIAS Os testes rápidos para a covid-19 já estão regulamentados para serem aplicados nas farmácias catarinenses. A liberação foi feita pela Secretaria de Saúde. A estimativa é que eles custem entre R$ 200 e R$ 300.
MÁSCARAS Em Joaçaba, detentos do Presídio Regional que estavam impedidos de trabalhar voltaram às atividades laborais para produzir máscaras de pano. Inicialmente, os equipamentos de proteção individual (EPIs) serão distribuídos na própria unidade e, suprida esta demanda, serão doados a hospitais e entidades beneficentes.
  36% Essa é a média da taxa de isolamento social no estado. O mínimo aceitável é 40% e o ideal fica em 70%. A informação é da Polícia Militar de Santa Catarina, que faz o monitoramento.
Link para a coluna diagramada:
08052020