Por: Coluna Pelo Estado

Na tarde desta quarta-feira, 23, os deputados estaduais definiram, em votação nominal, aberta, os cinco componentes do tribunal misto, que definirá se aceita ou arquiva o pedido de impeachment do governador Carlos Moisés e da vice, Daniela Reinehr. Os indicados foram Luiz Fernando Vampiro (MDB), Laércio Schuster (PSB), Kennedy Nunes (PSD), Maurício Eskudlark (PL) e Sargento Lima (PSL). A vice-governadora, mais uma vez, esteve no Palácio durante a votação.

Ao todo, 38 deputados votaram. Julio Garcia (PSD) se absteve e Ricardo Alba (PSL) não compareceu a votação. Vampiro, Eskudlark e Sargento Lima foram os campeões de voto, com 30 indicações. Keneddy Nunes recebeu 29 votos e Schuster 25.

A composição dos titulares que tribunal misto também mostra as principais forças da Alesc, em especial do PSD, PSL e MDB, que conseguiram garantir seus líderes de bancada no tribunal misto do impeachment.

O líder do PL, Ivan Naatz, era cotado para compor o tribunal misto, mas declinou para disputar a eleição de 2020. Com isso, Eskudlark ficou com a indicação.

TJ também definiu indicados

Em simultâneo a votação na Alesc, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) definiu, em sorteio, os cinco desembargadores que completam o tribunal misto. São eles: Cláudia Lambert de Faria; Rubens Schulz; Sérgio Antônio Rizelo; Carlos Alberto Civinski e Luiz Felipe Siegert Schuch.